Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Ajuda de Setúbal chegou às crianças de Moçambique

Solidariedade distribuí 23 toneladas de bens por Quelimane

Mais de 23 toneladas de bens recolhidos na sequência de uma campanha de solidariedade promovida pela Câmara de Setúbal foram distribuídas pela população mais necessitada e por instituições de Quelimane, Moçambique, na semana passada.  No total, os contributos recolhidos junto da população, de empresas e colégios e infantários sadinos no âmbito da campanha “Setúbal Ajuda Quelimane” traduziram-se em 23,5 toneladas de bens e materiais com diferentes finalidades. O processo de distribuição dos produtos, angariados em 2018, teve o acompanhamento de dois representantes da autarquia portuguesa, que se deslocaram a cinco postos administrativos de Quelimane, entidades equivalentes às juntas de freguesia em Portugal.
Campanha sadina fez sorrir crianças em Moçambique 
Ao longo dos dez dias necessários para a distribuição de todos os bens recolhidos em Setúbal, foram entregues a entidades locais de Quelimane mais de 30 mil peças de vestuário para homem, mulher e criança e mais de 2500 pares de sapatos.Só em brinquedos, os setubalenses fizeram chegar a Quelimane, por via da Câmara de Setúbal, mais de cinco mil produtos, sendo que muitas das crianças moçambicanas a quem a campanha de solidariedade se destinou nunca haviam possuído um único brinquedo.
Na área da Educação, a ação sadina fez chegar mais de 6500 manuais escolares, do 1.º ao 12.º ano, que equipam, agora, três bibliotecas de Quelimane.
A comunidade escolar recebeu, ainda, um elevado número de chapéus, mochilas, pastas e material de papelaria.
Na Saúde, o Hospital Central de Quelimane, a unidade hospitalar mais moderna de Moçambique, recebeu cerca de 1800 caixas de medicamentos, material variado de utilização hospitalar e de enfermagem, duas mil fraldas e 420 pares de sapatos ortopédicos novos para criança.

Setúbal e Quelimane são municípios geminados desde o ano 2000 
No âmbito do protocolo vigente, está atualmente a ser construída, de raiz, uma escola primária em Quelimane, obra apenas possível graças ao apoio mecenático de empresas portuguesas.
Entre o final de 2017 e os primeiros meses de 2018 foram construídos 15 poços de água em Quelimane, fruto, igualmente, da solidariedade de Setúbal.
"Esta ação, que resultou de uma campanha mecenática da Câmara de Setúbal junto do tecido empresarial do concelho sadino, além da melhoria da qualidade de vida da população de Quelimane, procurou, de forma indireta, mitigar o absentismo escolar", explicou a autarquia sadina em comunicado.
Muitas crianças naquele concelho moçambicano não têm possibilidade de frequentar a escola porque estão normalmente incumbidas de buscar água para as famílias a poços de água potável, por norma, demasiado longe das áreas onde habitam.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal  

1 comentários:

NGONILHO disse...

Espero mesmo que as crianças tenham recebido os bens, estive a trabalhar em Moçambique e 70% dos donativos, eram vendidos em mercados, tem portugueses a enriquecer a custa destes donativos. Dizem em Portugal que são para dar, mas mal chega ao destino são colocados em fardos e vendidos a logistas e feirantes.

31 de janeiro de 2019 às 15:51

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010