Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Setúbal é o distrito com mais mortes na estrada

Morreram 422 pessoas nas estradas do País nos primeiros 10 meses do ano

Nos primeiros 10 meses do ano, 422 pessoas perderam a vida em acidentes nas estradas portuguesas. Mais duas vítimas mortais comparadas com o mesmo período de 2017 (mais 50 do que em 2016). Números da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária revelam que o distrito de Setúbal é o mais sangrento do ranking. Nas estradas sadinas já morreram 61 pessoas, mais 15 do que em 2017. O aumento do número de mortes poderá ser explicado pelo crescente número de acidentes.  Em 2017, as autoridades policiais registaram 106 986 acidentes de norte a sul do País. Este ano, e até 31 de outubro, esse número já ultrapassou os 109 mil. Setúbal aparece no topo da lista de vítimas mortais mas, contudo, está fora dos quatro distritos com mais acidentes. 
Setúbal regista o maior número de mortes na estrada

Os acidente rodoviários aumentaram nos primeiros dez meses do ano e provocaram a morte a 422 pessoas, segundo o último relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.
O documento, que abrange o período entre Janeiro e 31 de Outubro, regista 109.030 acidentes, mais do que em período homólogo do ano passado (106.986), 422 vítimas mortais (mais dois), 1.739 feridos graves (menos 95) e 33.742 feridos leves (menos 746).
O distrito com mais acidentes foi o de Lisboa (21.744), seguido do Porto (19.603), Braga (9.255), Faro (9.150), Aveiro (8.903) e Setúbal (8.849). Já o distrito onde se registaram mais vítimas mortais foi o de Setúbal (61), seguido do Porto (46), Lisboa (42) e Leiria (36).
Segundo o relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária que reúne dados da PSP e da GNR, Lisboa foi o distrito onde se registou maior número de feridos graves (218), seguido de Santarém (178), Faro (164), Porto (158) e Setúbal (141).
Os números da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária indicam ainda que na última semana de outubro os acidentes provocaram a morte a 16 pessoas nas estradas portuguesas e fizeram 55 feridos graves, sendo que os dados divulgados pela mesma autoridade dizem respeito às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.
Apenas três distritos revelam números inferiores a uma dezena, no que diz respeito a vítimas mortais. Portalegre registou cinco vítimas, seguindo-se Bragança e Viana do Castelo com seis cada.

Agência de Notícias com Lusa 


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010