Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Ostra dá sabor a festival de Setúbal até 14 de Outubro

 Ostra ao natural e em receitas criativas em 22 restaurantes

É um dos sabores tradicionais da cozinha setubalense e está em destaque de 29 de Setembro a 14 de Outubro na cidade. São 22 os restaurantes que estão a promover esta iguaria. Se é fã vai ter muito para provar neste festival. A Vela Branca, Adega dos Garrafões, Copa D’Ouro, Casa do Lagarto, Zagaia e Casa do Mar são alguns dos restaurantes onde as ostras vão ser as estrelas da refeição. Para assinalar o arranque do evento no sábado, 29 de Setembro, vai poder participar numa aula de culinária, com a chef Patrícia Borges, na Casa da Baía de Setúbal, às 9h30. No encerramento, a 14 de Outubro, no mesmo local, a chef espera por si para uma degustação comentada, às 18 horas. As inscrições são até dia 10 de Outubro.
Ostra em destaque em restaurantes da cidade 


Depois de "deliciaram-se" com o choco, a sardinha, o carapau-manteiga e o alcorraz, os restaurantes de Setúbal dedicam as suas receitas à ostra, outra riqueza natural da região, para surpreender os visitantes do Festival da Ostra, que decorre entre 29 de Setembro e 14 de Outubro.
Perto de duas dezenas de restaurantes de Setúbal apresentam pratos especiais nos menus durante o Festival da Ostra, certame gastronómico que já faz parte do cartaz turístico da cidade no inicio de Outono. 
O primeiro dia deste Festival da Ostra, molusco produzido localmente, inclui uma aula de culinária, às 9h30, conduzida pela chefe Patrícia Borges.
A mesma chefe de cozinha dinamiza também, no último dia do certame, a 14 de Outubro (18 horas), uma degustação comentada, igualmente de participação gratuita e na Casa da Baía.
Ambas as ações carecem de marcação prévia, pelo Tel.: 265 545 010, E-mail:turismo.setubal@mun-setubal.pt
De resto, 22 estabelecimentos do concelho associam-se à iniciativa e propõem receitas de ostra ao natural, ou em combinações com outros ingredientes.
Sublinhe-se que a ostra nacional, espécie autóctone existente no estuário do Sado, conferiu em tempos a esta zona húmida, assim como ao estuário do Tejo, o estatuto de maiores bancos da Europa.
Após décadas de redução da atividade, fruto da poluição do rio e introdução de espécies estrangeiras, a exploração da Ostra do Sado encontra-se em recuperação.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010