Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Moita homenageia forcado colhido em 2017

Milhares de pessoas em convívio na Tarde do Fogareiro

A homenagem ao forcado Fernando Quintella, colhido mortalmente por um toiro em 2017, na Moita, é um dos momentos mais emotivos e aguardados da edição deste ano da Feira Taurina, que decorre até esta sexta-feira, com três corridas de toiros e uma novilhada, integradas nas festas da vila em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem, que decorrem até este domingo, na Moita.  No dia 14 de Setembro, por volta das 13 horas, tem início, na principal avenida da Moita, a Avenida Dr. Teófilo Braga, mais uma Tarde do Fogareiro, onde são esperadas, como habitualmente, milhares de pessoas.
Tarde do Fogareiro é esta sexta-feira 

No intervalo da corrida de sexta-feira (dia 14 Setembro), a terceira e última da semana, será descerrada uma placa na Praça Daniel Nascimento. A cerimónia contará com a presença de Rui Garcia, presidente da câmara da Moita, e de familiares do jovem que perdeu a vida após enfrentar o toiro "Fogareiro" de 530 quilos, pertencente à ganadaria Prudêncio. As emoções continuarão à flor da pele, quando atuar o grupo de forcados de Alcochete, ao qual pertencia Fernando Quintella.
Nessa mesma noite está marcado outro momento de grande significado para a tauromaquia nacional. Assinala-se a alternativa de Verónica Cabaço que assim se torna cavaleira profissional. É a segunda mulher a assumir este estatuto na atual temporada taurina. A primeira foi Cláudia Almeida, que o fez em Julho na Nazaré.
Aquela que é considerada uma das mais importantes Feiras Taurinas do País tem agendada outra corrida para a noite desta quinta-feira (dia 13), durante a qual serão comemorados os 40 anos de alternativa do mestre João Moura. A homenagem consiste no descerrar de uma placa alusiva à efeméride.
A primeira corrida de toiros desta semana ocorreu na terça-feira (dia 11), com a atuação do cavaleiro Vítor Ribeiro e dos matadores Manuel Escribano e Nuno Casquinha. Quarta-feira (12) foi um dia dedicado aos novos valores com a realização da Novilhada. 

Sexta-feira acolhe a Tarde do Fogareiro
As largadas de touros, na Avenida Dr. Teófilo Braga têm atraído milhares de pessoas à Moita por esses dias. Até domingo, último dia de festa,  ainda pode assistir a várias: 13, 14 e 16, às 10 horas, e no dia 15, às 17 horas. Dia 14 de Setembro o toiro é solto na rua à uma da madrugada. 
Ainda na vertente do convívio popular, destaca-se a Tarde do Fogareiro, no dia 14 de Setembro, a partir da uma da tarde.
"Após a largada de touros, as gentes da Moita transformam a principal avenida da vila num local único de animação e convívio: os fogareiros, espalhados um pouco por todo o lado, acendem-se; as entremeadas, os couratos e as bifanas começam a assar-se e os amigos vão chegando, enchendo a Av. Dr. Teófilo Braga", explica a autarquia.
Pela tarde fora, não vai faltar animação de rua, com muita música para dançar o “Huga Huga” em grupo, com a Charanga do Rosário, com o Grupo de Bombos de Santa Maria de Jazente, de Amarante, e também com o já tradicional “Fogareiro Elétrico” com a música de Nélio Pinto.
Blasted Mechanism, Barbara Bandeira, Diego Miranda e Fernando Daniel são alguns dos nomes que ainda vão subir ao palco da Marginal. Mas as Festas da Moita oferecem mais dois palcos, com espetáculos diários: um na Praça da República e outro no Largo Conde Ferreira, este mais vocacionado para os bailes populares.
Todos os concertos são ao ar livre e com entrada gratuita.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010