Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Feira Medieval de Palmela recria convivência de credos

Cristãos, muçulmanos e judeus convivem no castelo

Feira Medieval de Palmela chega este fim-de-semana. Sob o mote “Cristãos, Muçulmanos e Judeus na Palmela Medieval”, Palmela convida a uma viagem aos séculos XII e XIII, período de convivência destes três credos. De 28 a 30 de Setembro decorre no Centro Histórico de Palmela, a Feira Medieval, que alia desfiles, torneios, música, gastronomia, dança, jograis, artes de rua, falcoaria, acampamentos temáticos, artesanato e mercado medieval, entre outros atrativos. O preço dos bilhetes é de três euros por dia, e a pulseira de acesso para os três dias custa seis euros. As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita, e podem ser adquiridos no local.
Palmela recua ao tempo medieval 

Torneios de cavaleiros, gastronomia, música danças, artes de rua, falcoaria e mercado medieval são alguns dos atrativos da quinta edição da Feira Medieval de Palmela, evento que decorre de sexta-feira a domingo.
A Feira Medieval de Palmela está de volta este 2018, desta feita com o tema “Cristãos, Muçulmanos e Judeus”, evocando a vivência que no século XII e primeira metade do XIII existia no castelo e vila. Um tema que, neste âmbito do lazer é um contributo simbólico para a tolerância entre os povos.
Desfiles, torneios, música, gastronomia, danças, artes de rua, falcoaria, acampamentos temáticos, artesanato e mercado medieval são alguns dos principais atrativos da festa no Centro Histórico de Palmela, que continua a ter como palco privilegiado o castelo e as áreas circundantes.
Com abertura oficial às 19 horas, no dia 28 de Setembro, a Feira Medieval propõe, ao longo dos três dias, momentos de animação cultural em diversos pontos do recinto, com destaque para a Liça e os “Torneios Medievais”; a Igreja de Santiago, com música da época e uma exposição sobre as três culturas; os ofícios tradicionais no Revelim Norte, o Anfiteatro do Parque Venâncio Ribeiro da Costa com espetáculos diários e a Dança no Ar, espetáculo protagonizado pela Companhia Dançarte na Torre de Menagem do Castelo.

Palmela foi centro de diferentes religiões 
A feira vai recordar como, nesse período, foi possível a convivência entre diferentes religiões numa mesma terra, após a reconquista cristã, em 1165. Para o rei, D. Afonso Henriques, além de atrair novos habitantes cristãos para a vila, era importante manter os muçulmanos, de modo a garantir as várias actividades produtivas a que se dedicavam.
Todos eram bem-vindos, mas tinham que viver em comunidades próprias, com regras próprias. Por esse motivo, o monarca concedeu em 1770 a Carta de Segurança aos muçulmanos, não só de Palmela mas também de Lisboa, Almada e Alcácer.
A Feira Medieval vai decorrer no centro histórico e áreas circundantes, abrindo portas na sexta-feira, dia 28, às 19 horas, com um momento de boas-vindas: D. Afonso Henriques atribui privilégios aos mouros e, para celebrar, há feira e bailes.
As entradas têm o valor de três euros para um dia e de seis euros para os três dias. A entrada é gratuita para visitantes com idade igual ou inferior a 12 anos.
Esta Feira Medieval é uma iniciativa da ALIUS VETUS – Associação Cultural História e Património e da Câmara  de Palmela.

Agência de Notícias com Câmara de Palmela 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010