Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Montijo nega a existência de amianto em escola

Boa qualidade do ar junto à antiga fábrica Infal

A Câmara do Montijo comprovou a inexistência de partículas de amianto no ar nas instalações da Escola Básica Joaquim de Almeida, localizadas no Bairro do Mouco, na proximidade da antiga fábrica da Infal. O relatório final, resultante do estudo realizado por uma empresa especializada na avaliação da qualidade do ar em ambiente de trabalho, indica que, naquele estabelecimento de ensino, a concentração de partículas de amianto na atmosfera não coloca em causa a saúde pública. O estudo foi determinado pela autarquia para comprovar que não tinham fundamento os factos alarmistas desencadeados pelos partidos da oposição nos órgãos municipais e na comunicação social, sobre as coberturas de fibrocimento da antiga fábrica Infal, no Bairro do Mouco.
Estudos revelam ar de boa qualidade junto à antiga fábrica 

A Câmara do Montijo negou a inexistência de partículas de amianto em suspensão no ar na Escola Básica e Pré-Escolar Joaquim de Almeida, junto à antiga fábrica Infal, no Bairro do Mouco.
A autarquia, liderada por Nuno Canta, recebeu o relatório final da avaliação da qualidade do ar na escola, que foi efetuado devido à existência de coberturas de fibrocimento da antiga fábrica Infal, com o assunto a ser levantando nos órgãos municipais.
“Nesse relatório final, elaborado por uma empresa especializada na qualidade do ar em ambiente de trabalho, destaca-se o facto da inexistência de partículas de amianto em suspensão no ar, em qualquer das salas de aula da escola e do pré-escolar”, refere a autarquia em comunicado.
A autarquia salienta ainda que o relatório demonstra que “as declarações políticas da oposição foram irresponsáveis e alarmistas”.
A Câmara do Montijo, “garante a todos os alunos e moradores do Bairro do Mouco qualidade de vida e condições seguras de saúde publica”, diz a autarquia. 
A Câmara do Montijo estará "sempre atenta e diligente relativamente a condição de abandono dos armazéns da antiga fábrica da Infal, situação que ao longo dos anos tem sido devidamente acompanhada pelos serviços municipais no sentido de defender e garantir a segurança e a qualidade de vida das populações", sublinha o comunicado.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010