Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Tecnologia volta a invadir zona ribeirinha de Setúbal

E-Tech Portugal 2018 arranca dia 11 e espera 10 mil pessoas

Nascido no distrito de Setúbal, o E-Tech Portugal chega à sua terceira edição nos dias 11 e 12 de Maio, este ano sob o tema “Cidadania e Segurança Digital”. Organizado pela escola de programação EDUGEP, em parceria com a Câmara de Setúbal, a Associação Nacional de Professores de Informática e a Associação da Indústria da Península de Setúbal, o E-Tech é dirigido ao público em geral, empresários, professores, investigadores e profissionais da área e pretende reunir o que de melhor se faz nas escolas e nas empresas nas áreas Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica. A entrada é gratuita. Aquela que é a terceira edição do evento promete “crescer” com mais expositores e maior diversidade de iniciativas a decorrerem em simultâneo. O Cais 3, junto ao cais dos Ferries, com vista para o rio Sado, em Setúbal, vai acolher exposições, conferências, jogos e workshops, em várias zonas temáticas. Há também uma zona de gaming, este ano com a novidade de ter uma experiência de realidade virtual e o museu dos videojogos com a nostalgia de outros tempos., simulador de carros e outros atrativos.

Feira espera a visita de mais de 10 mil pessoas 

A E-Tech Portugal, que espera receber a visita de 10 mil pessoas, surge este ano com uma dimensão maior, uma vez que “conta com mais expositores, mais pontos de interesse e mais iniciativas a decorrer em simultâneo”.
O vereador da Educação da Câmara de Setúbal, Ricardo Oliveira, considera que o facto de esta edição ser “mais ambiciosa e com mais ofertas”é uma mais-valia para atrair público, bem como a localização do recinto, o cais 3 do porto de Setúbal, numa zona “com vista privilegiada para o rio”.
Para o autarca, a realização deste evento tecnológico demonstra a“atratividade do concelho para receber iniciativas de grande envergadura” e comprova “a capacidade e a competência dos organizadores”.
A E-Tech Portugal 2018 oferece diversão e tecnologia para toda a família, com destaque para a presença da Cúpula da Realidade Aumentada, uma novidade, na qual os visitantes podem ter uma experiência única numa estrutura especialmente concebida para o efeito.
A componente de feira tecnológica da E-Tech Portugal 2018 está dividida em zonas temáticas, com expositores das áreas de educação, indústria, comércio, startups e associações.
O certame, com entrada gratuita, a funcionar, nos dois dias, das 10 às 20 horas, inclui a Robotech, mostra de projetos de robótica e programação apresentados por escolas, com “um concurso que vai dar prémios às melhores dinâmicas”, revelou a presidente da Associação Nacional de Professores de Informática, Fernanda Ledesma.
O sucesso do Museu dos Videojogos nas edições anteriores “já o tornou uma referência no certame”, segundo António Gonçalves, pelo que continua a ser uma aposta com a presença de máquinas de jogo vintage para matar saudades aos mais velhos e mostrar aos jovens como se jogava antigamente.
O espaço gaming conta ainda com um carro simulador de corridas à escala real para os amantes de velocidade e um torneio de CS:GO destinado aos mais jovens.
Há também o concurso Parrot Drone-Tech Challenge, cuja inscrição tem o custo de 50 euros, valor que inclui a oferta de um minidrone aos participantes.
Os visitantes podem também participar em mais de duas dezenas de workshops gratuitos direcionados para o público em geral e outros para públicos específicos, como alunos, professores, diretores de escolas, profissionais da área das tecnologias, empresários e jovens empreendedores.
Durante os dois dias, o evento promove, igualmente, uma conferência de partilha de conhecimentos sobre o que de bom se faz nestas áreas atualmente e de reflexão sobre futuro e o caminho para as novas gerações.
No encontro, duplamente creditado para o Plano de Formação de Professores nas componentes geral e específica de informática e com certificação no âmbito da Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho para o público em geral, marcam presença alguns dos maiores nomes da elite tecnológica em Portugal para refletir sobre “Cidadania e Segurança Digital”.

Os vários painéis de debate 
A sessão de abertura, no dia 11, às 9h30, conta com intervenções do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, da presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, do diretor da EDUGEP, António Gonçalves, da presidente da Associação Nacional de Professores de Informática, Fernanda Ledesma, e do presidente da Associação Industrial da Península de Setúbal, Antoine Velge.
A conferência prossegue às 11 horas com um painel sobre o tema “Preparar Portugal para a realidade da cibersegurança”, moderado por João Costa, da ATEC, em que participam como oradores o presidente da AFCEA Portugal, Carmo Durão, o diretor de segurança da Altice Portugal, José Alegria, o especialista em segurança digital Pedro Castro, o administrador da HP Portugal, Miguel Souto, e o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos.
Da parte da tarde, entre as 15 e as 17h30, o painel “RGPD – Proteção de dados, quais os desafios”, moderado pelo adjunto da vereação da Câmara Municipal de Setúbal Nuno Marques, conta com o presidente da Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação, Luís Vidigal, o especialista em sistemas de robótica João Duarte, a investigadora Ana Maria Evans e o professor José Legatheaux.
No dia seguinte, a 12, a partir das 10 horas, está em discussão o tema “Cidadania e Segurança Digital – Qual o papel da escola?”, com intervenções dos professores Cristina Ponte e Carlos Pinheiro, de Cláudia Machado, do projeto BeSafe, e de Tito de Morais, dos Miúdos Seguros na Net.
No período da tarde, a partir das 14h30, José Luís Andrade modera o painel “Desafios para Portugal”, que conta com a participação de representantes dos grupos parlamentares na Assembleia da República, nomeadamente da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.
A conferência de encerramento, marcada para as 16h30, está a cargo de Rogério Reis, da Universidade do Porto.
A entrega de prémios dos concursos Robotech e Parrot Drone-Tech Challenge decorre às 17h05, a que se segue a sessão de encerramento da conferência, às 17h30, com as intervenções do vereador da Educação, Ricardo Oliveira, do diretor da EDUGEP, António Gonçalves, e da presidente da Associação Nacional de Professores de Informática, Fernanda Ledesma.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010