Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Festival Liberdade em Alcochete começa hoje

Um festival que junta a melhor música nacional com o movimento associativo juvenil

Nos dias 15 e 16 de Junho, Alcochete é o concelho anfitrião do Festival Liberdade 2018, um evento de música (com aposta em nomes nacionais e regionais), mas também de desporto, dança, teatro e cinema. Este ano, o cartaz deste Festival regional vai ainda associar-se à comemoração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Valas, Piruka, Persona 77, Marta Ren & The Grovevelts e Richie Campbell são as figuras principais do cartaz deste ano. Entendido como um espaço de cultura e convívio, gratuito e aberto à participação de todos, o Festival Liberdade abre portas a todas as iniciativas de dança, teatro, animações de rua, demonstrações desportivas e música. No âmbito da mostra Arte em Liberdade, para jovens artistas, são ainda bem-vindos trabalhos de fotografia, desenho, pintura, gravura, ilustração e banda desenhada. 
Festival da Liberdade foi apresentado em Alcochete 

Artistas, patrocinadores, autarcas e jovens marcaram presença na apresentação do programa do festival, em que usaram da palavra o presidente da Associação de Município da Região de Setúbal, Rui Garcia, o presidente da câmara municipal de Alcochete, Fernando Pinto, e a secretária-geral, Sofia Martins.
Rui Garcia saudou o município de Alcochete e o seu presidente de câmara por todos os apoios à realização do Festival Liberdade, que é de entrada gratuita, sublinhando que “em cada ano o município anfitrião é chamado a uma participação maior do que os outros municípios” e que “Alcochete tem feito tudo o que está ao seu alcance para que o Festival seja de novo um sucesso”.
O presidente da Associação de Município da Região de Setúbal também agradeceu aos patrocinadores “por terem a visão de se associarem a um evento desta natureza, com características muito próprias que não é um festival de música”, mas “uma festa da juventude da nossa região e da sua capacidade organizativa, da multiplicidade de atividades que os jovens desenvolvem na região onde o movimento associativo tem uma tradição enorme e é identitário”.
“O movimento juvenil na nossa região tem ainda uma força imensa e dá-nos garantias de que irá continuar a ser uma presença fundamental para determinar o desenvolvimento dos nossos concelhos. Por isso o Festival Liberdade é uma festa diferente, agrega os municípios e tem contribuído, já na 5.ª edição, para aproximar as autarquias do movimento associativo juvenil e das pessoas”, disse Rui Garcia, que também é presidente da Câmara da Moita, destacando a itinerância do festival pelos vários concelhos no pressuposto de que “a região tem de ser vista como um todo”.
O presidente da câmara de Alcochete também saudou a iniciativa e “a juventude determinada e empenhadíssima para que este festival seja também ele em Alcochete um grande sucesso”. Fernando Pinto recordou que o Festival Liberdade “invoca os princípios de Abril de 74 que jamais deverão ser esquecidos: liberdade de expressão, liberdade de movimento, liberdade cultural”.
O autarca alcochetano lembrou que o festival é para todas as idades e que “é um motivo de orgulho sentirmos que a juventude de Alcochete também se associou a esta organização, proveniente de várias coletividades que o concelho de Alcochete possui e todos juntos poderemos afirmar que o distrito de Setúbal está bem de saúde e recomenda-se e a prova disso é que este festival vai ser um sucesso”.

Uma programação diversificada 
Coube à secretária-geral da Associação de Município da Região de Setúbal a apresentação do programa, que começa no dia 15 de Junho, no palco Liberdade, às 19 horas, com a projeção do jogo do campeonato mundial de futebol entre Portugal e Espanha, seguindo-se a atuação de Valas (22 horas), Piruka (23h30) e DJ´s Gamiix & Selecta Clemente (uma da madrugada).
No dia seguinte, 16 de Junho, no mesmo palco destaque para a atuação dos Persona 77 (22 horas), de Marta Ren & The Grovevelts (23h15) e  Richie Campbell (00h30).
O Festival Liberdade vai estar organizado em nove espaços diferentes (palcos Liberdade, Paz e Igualdade, Arte em Liberdade, Mostra Associativa, Desporto, Animação de Rua, Tenda Juventude e Teatro e Cinema).
“No palco Paz temos 11 bandas que vêm nomeadas pelos concelhos. São bandas amadoras jovens que estão a dar os seus primeiros passos na música e que esperamos que o festival possa ajudar a dar-lhes dimensão e a ganhar um novo espaço na música na região e fora dela”, disse Sofia Martins.
Em relação ao palco Igualdade, a responsável referiu que “atuarão artistas isolados ou que têm espetáculos com menos produção, acima de tudo DJ e rappers” e “será um espaço muito animado, no centro da massa associativa, que vai permitir momentos de relax e de confraternização entre todos os participantes”.
A responsável da Associação de Município da Região de Setúbal destacou que a mostra associativa conta com a participação de 30 associações que “participam ativamente na construção e realização do festival e que a tenda da Juventude permite realizar o Encontro Movimento Associativo Juvenil e assistir “a momentos de dança e outros momentos mais intimistas”.
Sofia Martins apelou a uma maior participação dos jovens na mostra de expressão plástica e de artes visuais que decorre no espaço “Arte em Liberdade”, “que tem vindo a crescer mas que precisa de um impulso”, referiu que o espaço Desporto “vai ocupar toda a praia com escalada, batismo de kitesurf, demonstrações de skate e muitas atividades” e há também “um espaço de animação de rua onde os jovens apresentam outras atividades como as charangas e as artes circenses”.
Em relação ao espaço Teatro e Cinema serão exibidas curtas-metragens que os jovens artistas fazem chegar à organização e ainda estão recetivos a mais inscrições para representações teatrais por companhias de teatro amadoras e escolas de formação de teatro.
O Festival Liberdade vai contar ainda com o programa em direto de Rui Urnas que participa no evento desde 2014, um “festival singular que é organizado pelo movimento associativo juvenil e abraçado por todas as câmaras municipais da região e que conta com a participação de 900 jovens na sua produção e nas várias demonstrações daquilo que vão fazendo ao logo do ano”, disse Sofia Martins.

Agência de Notícias com Câmara de Alcochete 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010