Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Setúbal promoveu debate sobre educação ambiental

Autarquia com estratégia de preservação e promoção ambiental

A aposta da Câmara de Setúbal na Educação Ambiental foi sublinhada pela vereadora do Ambiente, Carla Guerreiro, na abertura de um encontro que decorreu na cidade de Setúbal até domingo.  “A autarquia está a investir de forma consistente na Educação Ambiental porque defende e pratica uma política de desenvolvimento integrado”, garantiu a autarca na sessão de abertura das Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental, no Cinema Charlot.  Carla Guerreiro reafirmou no encontro, organizado pela Associação Portuguesa de Educação Ambiental, em parceria com a autarquia e o Instituto das Comunidades Educativas, o empenhamento da autarquia na “melhoria da qualidade ambiental do concelho de Setúbal, no ordenamento do território, na preservação do património natural e cultural” e no contributo ativo “para a salvaguarda do futuro do planeta”.
Educação ambiental foi discutida em Setúbal 

O património natural e cultural existente no concelho “exige uma cuidada estratégia de preservação e promoção ambiental”, mas, ressalvou a autarca, o município “tem como linha estratégica de trabalho a construção uma sociedade cada vez mais interventiva no que diz respeito aos desafios ambientais”, através da educação para a sustentabilidade.
Nesse sentido, a Câmara de Setúbal tem vindo a implementar medidas concretas no âmbito da educação ambiental, com vista à “modificação de comportamentos”, pelas quais tem sido reconhecida, como é o caso da distinção, em 2017, com o galardão ECO XXI que confere a Setúbal o estatuto de ecomunicípio.
Após a sessão de abertura, que contou também com as intervenções do presidente da Associação Portuguesa de Educação Ambiental, Joaquim Ramos Pinto, da presidente do Instituto das Comunidades Educativas, Ângela Luzia, e do diretor do Departamento de Comunicação e Cidadania Ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente, a vereadora participou num painel em que falou com mais pormenor da estratégia ambiental da autarquia.
A valorização da baixa densidade e os recursos endógenos, a promoção do turismo de natureza, recreio e lazer, potenciando os recursos naturais e ecológicos existentes, o desenvolvimento de ligações fundamentais e de complementaridade urbano-rurais e a aposta na sustentabilidade ambiental foram apontados como objetivos estratégicos da Câmara Municipal.
São exemplos deste “caminho para uma Setúbal mais sustentável” a dinamização do Centro de Interpretação Ambiental do Moinho de Maré da Mourisca, a candidatura do Parque Natural da Arrábida a Reserva da Biosfera e os centros GOarrábida.
No que diz respeito concretamente à educação ambiental, Carla Guerreiro destacou o desenvolvimento de projetos como o sítio de internet dedicado ao Ambiente, o Guia de Boas Práticas Ambientais já editado, o sítio júnior do Ambiente e diversas campanhas de sensibilização em que se enquadram iniciativas de transformação de locais devolutos em espaços verdes a decorrer atualmente, com o envolvimento da população, no âmbito do programa “Setúbal: rio azul, cidade verde”.
O Plano de Educação Ambiental do Município de Setúbal é outro exemplo da forte aposta nesta área, com a implementação de programas como Eco XXI, Eco-Escolas, Maletas da Sustentabilidade e Bandeira Azul.
A autarca sublinhou ainda o projeto do Jardim Multissensorial das Energias, a inaugurar em breve, num investimento de mais de 275 mil euros que sensibiliza para a importância das energias renováveis.
A adesão de Setúbal ao Pacto de Autarcas, com a tomada de medidas para diminuir a as emissões de dióxido de carbono do concelho, o Plano Municipal de Eficiência Energética e a implementação do Selo Verde, que visa o reconhecimento das boas práticas ambientais das entidades do concelho, são outros exemplos do empenhamento local na preservação do ambiente.

Evento decorreu até domingo 
Conferências, comunicações, painéis, stands, oficinas pedagógicas e saídas de campo preenchem o programa das jornadas, organizadas pela Associação Portuguesa de Educação Ambiental, em parceria com a Câmara de Setúbal e o Instituto das Comunidades Educativas.
Com esta iniciativa, a organização procura atualizar o conhecimento dos intervenientes sobre os vários temas socioambientais e de políticas públicas em educação ambiental e debater assuntos sociais, ambientais, económicos e políticos relacionados com a conservação e valorização do património natural e cultural.
As Jornadas Pedagógicas da Educação Ambiental têm também como objetivos dar a conhecer os âmbitos de participação das instituições públicas, das empresas e da sociedade civil nas políticas locais na promoção e valorização do património natural e cultural, facilitar a participação dos jovens no acesso à informação atualizada e na defesa do ambiente e da cultura e divulgar projetos e atividades de investigação, inovação e desenvolvimento em Educação Ambiental.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010