Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 6 de março de 2018

Transportes Colectivos do Barreiro completam 61 anos

Novos autocarros chegam no início de 2019

Os Transportes Colectivos do Barreiro completam 61 anos de existência, um aniversário que, segundo a autarquia, marca um “novo paradigma” nesta infra-estrutura ferroviária. “No próximo aniversário já teremos a nova frota, pelo menos o início”, disse o presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa, referindo-se à aquisição das 60 novas viaturas, movidas a gás natural, que deverão entrar em circulação no inicio do próximo ano. Os TCB ligam todo o concelho do Barreiro - e algumas freguesias do concelho da Moita - através das suas rotas, com uma rede traçada em função de pontos nucleares, como escolas, centros de saúde, mercados, espaços de cultura, vida noturna e ligação com outros transportes. Os Transportes Colectivos do Barreiro vão estar “mais perto dos utentes”, através de uma maior divulgação de informação e recorrendo ao uso das novas tecnologias, segundo diz a própria operadora de transportes.
Frederico Rosa apresentou novidades para os TCB

Os Transportes Colectivos do Barreiro (TCB) cumpriram mais um ano de vida. Nas comemorações do 61º Aniversário do operador, que tiveram lugar nas instalações dos Serviços Municipalizados, no Lavradio, marcaram presença inúmeras personalidades que fizeram questão de assinalar a vida e longevidade dos Transportes.
Conforme reconheceu o presidente da Câmara do Barreiro, simultaneamente, e por inerência, presidente do Conselho de Administração dos TCB, trata-se de “um percurso alicerçado em pessoas”. “É um transporte que está intimamente ligado à nossa vida”, disse Frederico Rosa, recordando os vários momentos em que os TCB estão presentes no quotidiano da população, de todas as idades.
Os TCB vão renovar a sua frota no âmbito da candidatura “TCB 60 anos, 60 autocarros”.
 Esta candidatura, com uma comparticipação FEDER de 3.5 milhões de euros, permite substituir os atuais autocarros por veículos movidos a gás natural comprimido, “amigos” do ambiente. Os primeiros veículos deverão chegar entre finais de 2018 e inícios de 2019.
O vice-presidente da autarquia, João Pintassilgo, fez questão de salientar a importância destes autocarros na cidade do Barreiro.
“Eles começaram com uma necessidade básica de levar os barreirenses aos seus locais de trabalho, por exemplo, e evoluíram. Agora, temos de ganhar o futuro dos TCB, no sentido de melhorar a sua actividade e a sua expansão. Olhando à nossa volta não conseguimos encontrar na Península de Setúbal uma infra-estrutura rodoviária com as características dos TCB”, disse o autarca.
João Pintassilgo acredita que esta “fase de transição” pela qual os Transportes Colectivos do Barreiro estão a passar vai fazer com que haja “um salto qualitativo, que irá melhorar a qualidade do serviço prestado e dar uma nova vida aos TCB”.

TCB “mais perto dos utentes”
Os Transportes Colectivos do Barreiro vão estar “mais perto dos utentes” este ano, através de uma maior divulgação de informação e recorrendo ao uso das novas tecnologias, segundo revelou a própria transportadora no inicio deste ano.
“Os TCB irão procurar em 2018 estar mais perto dos utentes, mitigando barreiras existentes na difusão de informação, com uma linguagem simplificada e em canais que garantam uma maior proximidade”, dizia a empresa municipal.
Com o lançamento da APP TCB, disponível para Android, IOS e WindowsPhone, e também com recurso às redes sociais, como o facebook, os TCB “passaram a transmitir informação referente aos serviços prestados” de forma mais rápida e próxima.
As informações, segundo a empresa, incluem “alterações e perturbações pontuais no serviço de transporte público urbano de passageiros, bastando descarregar a APP e registar-se como utilizador TCB. Os utentes beneficiam ainda do serviço MyBus, que lhe permite usufruir de um alerta para quando o autocarro que pretende apanhar se encontre a uma distância horária da paragem que deseja utilizar”.
Vão também existir novos modelos gráficos de informação referente a percursos e horários, que estarão disponíveis em mais paragens de autocarros.
“A imagem dos TCB encontra-se em renovação, incluindo a dos autocarros e pessoal tripulante, onde se preconiza já em Março a utilização do novo fardamento desenhado por Luís Carvalho, uniformizando e transmitindo os valores TCB”, sublinha a informação divulgada pelos Transportes Colectivos do Barreiro.Os TCB ligam todo o concelho - e parte do concelho da Moita - através das suas rotas, com uma rede traçada em função de pontos nucleares, como escolas, centros de saúde, mercados, espaços de cultura, vida noturna e ligação com outros transportes.
Nasceram a 24 de Fevereiro de 1957 com uma frota de cinco autocarros. Na altura foi efetuado um investimento de cerca de 3500 contos. No primeiro ano de atividade são transportados 2,4 milhões de passageiros. A frota é aumentada para dez viaturas. Em 1967, vinte autocarros percorrem 15 linhas e transportam 6,8 milhões de passageiros.

Agência de Notícias com Câmara do Barreiro

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010