Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Chama da Solidariedade na Moita até 7 de Março

"Estas instituições assumem as tarefas e funções sociais que o Estado não cumpre"

A cerimónia da passagem da chama da solidariedade do município do Barreiro ao município da Moita decorreu esta terça-feira, na Praça da República, perante a assistência de várias instituições sociais e seus utentes, Bombeiros Voluntários da Moita, autarcas e população em geral. O presidente da Câmara da Moita, Rui Garcia, que recebeu simbolicamente das mãos do presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa, a Chama da Solidariedade, valorizou o papel fundamental das instituições de solidariedade social na construção de um Distrito mais coeso e solidário.
Barreiro passa chama da Solidariedade ao concelho da Moita 

“Estas instituições assumem as tarefas e funções sociais que o Estado não cumpre e que delega, nem sempre dando todas as condições necessárias, mas ainda assim o trabalho é desenvolvido junto dos milhares de pessoas que estas instituições sociais abrangem”, referiu o autarca reforçando também, nesta ocasião, a importância que a Rede Social do município da Moita tem para a população do concelho.
A Rede Social, que resulta de parcerias efetivas entre várias entidades, nomeadamente autarquias, entidades públicas e privadas sem fins lucrativos, é uma “rede forte, uma rede indispensável às nossas populações, uma rede que continua a ter condições para crescer e para desempenhar um papel cada vez mais importante”, sublinha Rui Garcia.
“É mais um dia importante para a vida das IPSS’s”, começou assim a intervenção de Fernando Sousa da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Setúbal, explicando que é com estas e outras iniciativas do género que “temos oportunidade de sair das nossas casas, onde praticamos a solidariedade diariamente, e na rua dizer às pessoas que somos pessoas de bem e que estamos no terreno para ajudar todos aqueles que de nós precisam”.

Cerimónia muito animada e participada
A cerimónia contou com a participação da Tuna da Universidade Sénior da Moita, acompanhada pelas crianças da Creche, JI e CATL “O Varino” e também com a Turma de Bombos da Escola Fragata do Tejo.
O presidente da Câmara  da Moita entregou a Chama da Solidariedade ao representante da Associações Nós, a primeira das 15 instituições que, durante os próximos 15 dias, vão receber a chama e dinamizar diferentes iniciativas.
A Chama da Solidariedade, no Distrito de Setúbal, é uma iniciativa conjunta da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade e da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Setúbal  que tem contado com o apoio dos Conselhos Locais de Ação Social  e dos Municípios, bem como de Instituições Particulares de Solidariedade Social  e várias outras entidades, com o objetivo de juntar a comunidade à volta do conceito de solidariedade, através da dinamização de várias iniciativas culturais e desportivas, em cada concelho do distrito.
A Chama da Solidariedade é o símbolo da Festa da Solidariedade, realizada pela primeira vez em 2007, com o objetivo de propagar os valores que unem as diferentes instituições de solidariedade do País. Desde Agosto de 2017, a Chama da Solidariedade tem percorrido os concelhos do Distrito de Setúbal, culminando a 8 Junho de 2018, em Setúbal, com a grande Festa da Solidariedade, reunindo todos os parceiros envolvidos.

Agência de Notícias com Câmara da Moita

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010