Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Sismo de 4,9 abala e alerta Setúbal e o país

Sismo sentido em todo o distrito de Setúbal

Um terramoto de magnitude 4,9 foi registado esta segunda-feira a oito quilómetros de Arraiolos e a 16 quilómetros de profundidade às 11h51. O sismo foi sentido num raio de 280 quilómetros e afetou todo o centro e sul do país, incluindo o distrito de Setúbal. Entretanto, já houve pelo menos mais duas réplicas — uma de magnitude 2,5 e outra de 1,7 na escala de Richter. De acordo com os registos sísmicos, este é o maior terramoto registado em terra em Portugal desde 1998. O Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros de Setúbal apelam a quem sentiu o sismo para contactar o Centro Municipal de Operações de Socorro, através da aplicação Setúbal SOS ou diretamente através do Número Municipal de Emergência, 800 212 216, e transmitir informação relativa ao que sentiu ou aos efeitos visíveis em animais ou objetos.
Portugal tremeu ao fim desta manhã 

Em caso de sismo, recorda a proteção civil, deve ser adotado um conjunto de medidas para minimização de riscos e danos.
Assim, quem estiver em casa ou noutro edifício, não deve utilizar as escadas, nem os elevadores caso se encontre num dos andares superiores. O procedimento recomendável é abrigar-se no vão de uma porta interior, nos cantos das salas ou debaixo de uma mesa ou cama.
Além disso, é aconselhável que as pessoas se mantenham afastadas de janelas e espelhos e que vigiem a possibilidade da queda de candeeiros, móveis ou outros objetos.
Durante um sismo, é importante manter a calma e ficar debaixo de uma mesa ou da cama, dobrando o corpo sobre os joelhos e protegendo a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos, para, dessa forma, aguardar até que a terra pare de tremer.
Quem estiver na rua, deve afastar-se de árvores, postes elétricos, muros e edifícios, bem como ter cuidado com os cabos de alta tensão caídos e com os objetos que estejam em contacto com eles.
É importante procurar um local distante dos edifícios como praças, jardins ou avenidas amplas. Quem resida no meio rural, deve dirigir-se a um local descampado.
As pessoas que se encontrem em viagem devem permanecer no carro à espera que a situação acalme, ou seja, até poder deslocar-se para um local longe dos edifícios.
Na praia, perante a possibilidade da ocorrência de um tsunami, as pessoas devem deslocar-se rapidamente para uma zona alta e afastada da costa.
Em edifícios com grande concentração de pessoas, o ideal é permanecer no local até o abalo sísmico parar e depois sair com calma, tendo atenção a paredes, chaminés, fios elétricos, candeeiros e outros objetos que possam cair.
Em caso de dúvida, recomenda-se o contacto com o Centro Municipal de Operações de Socorro, através da aplicação “Setúbal SOS” ou, diretamente, através do Número Municipal de Emergência 800 212 216.

Sismo sem danos 
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informou em novo comunicado que o abalo foi sentido “com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) na região de Elvas.
“Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais”, lê-se no mesmo comunicado.
O Instituto recorda que a localização do epicentro de um sismo “é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas”, lembrando que “agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes”.
“Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação”, acrescentou.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010