Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Nova direção do Vitoria de Setúbal cumprimenta autarquia

"A cidade e o concelho precisam de um Vitória forte"

A nova direção do Vitória Futebol Clube apresentou, no dia 12, os cumprimentos de início de mandato diretivo à Câmara Municipal de Setúbal, a qual reiterou a disponibilidade para apoiar o clube no contexto das suas capacidades e possibilidades. Na cerimónia, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, nas felicitações à nova direção do Vitória, presidida por Vítor Hugo Valente, manifestou a necessidade de ter um clube mais resiliente e com êxitos desportivos. O presidente da nova direção do Vitória vincou ainda que quer “que os setubalenses voltem a ter orgulho nas listas verde e brancas, que vão ao Estádio do Bonfim e ao Pavilhão Antoine Velge, e que acompanhem as equipas do Vitória, das várias modalidades, não apenas de futebol, pelo país”.
Câmara e Vitória de Setúbal estreitam parceria 

“A cidade e o concelho precisam de um Vitória forte, seja nos relvados, seja nas modalidades que disponibiliza, seja na sua gestão quotidiana. Precisamos de sucessos à altura da grande cidade europeia que somos e creio que o Vitória é capaz disso”, sublinhou a autarca.
A tarefa da nova direção, sublinhou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, não se avizinha fácil, até porque “tem pela frente a continuação de um percurso de governação de um clube que, convém não o iludirmos, tem vários problemas para resolver”.
A continuidade de um relacionamento franco e aberto, “de disponibilidade permanente para ajudar o clube no exato contexto das capacidades e possibilidades” da autarquia foi igualmente reforçada por Maria das Dores Meira, apoio feito em “absoluto respeito pela autonomia do clube e dos seus órgãos diretivos”.
O novo presidente do Vitória de Setúbal, Vítor Hugo Valente, em funções há praticamente um mês, reforçou a urgência em “resolver os problemas mais imediatos” e também em “dar início a um processo de estabilização e reorganização”, uma vez que “há muita coisa a fazer”.
Vítor Hugo Valente alertou, contudo, que apesar de todas as necessidades, a direção não se vai desviar de uma prioridade. “A necessidade de reforçar a ligação do Vitória Futebol Clube às pessoas, à cidade, ao concelho e à região, porque temos a noção de que um clube desportivo é feito por pessoas e para as pessoas”.
O primeiro problema a resolver, insistiu, é recuperar os associados. “Temos de fazer regressar à família vitoriana aqueles que, em função de motivos e circunstâncias vários, deixaram o clube. Temos de voltar a ter, urgentemente, o Vitória e a cidade unidos em comunhão”.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010