Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Movimento associativo com reforço em Setúbal

Reforçar a coesão do movimento associativo do concelho

Os órgãos sociais da nova Associação das Coletividades do Concelho de Setúbal, estrutura que procura reforçar o papel e importância do movimento associativo local, tomaram posse, em cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A nova associação, uma estrutura descentralizada e autónoma da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, nasce de um processo participado que procurou assegurar a participação do maior número possível de estruturas associativas do concelho. Na cerimónia, o vice-presidente da autarquia, Manuel Pisco, exaltou a importância das associações e coletividades locais, movimento associativo que, destacou, continua a constituir um importante promotor da cidadania e a ser a melhor escola de formação de cidadãos.
Setúbal aposta na união do movimento associativo do concelho 

A primeira direção da Associação das Coletividades do Concelho de Setúbal é composta por Nuno Soares, presidente, Madalena Lopes e Miguel Aleixo, vice-presidentes, Vera Godinho, tesoureira, Arnaldo Alegria e Francisco Picanço, secretários, e Pedro Patas, Joaquim Lopes e António Carvalho, vogais.
Já a Assembleia Geral da nova associação é formada por Alcides Santos, presidente, João Palongo, vice-presidente, e Margarida Rodrigues, secretária, enquanto o Conselho Fiscal é composto por Carlos Branco, presidente, Álvaro Tavares, secretário, e Rosalina Neves, relatora.
Manuel Pisco, vice-presidente da autarquia, reforçou que a Câmara de Setúbal mantém a total disponibilidade para apoiar tanto o movimento associativo, dinamizador da cultura, do desporto, da formação cívica e intelectual, como a nova associação representativa dos interesses das coletividades setubalenses.
O presidente da Associação das Coletividades do Concelho de Setúbal, Nuno Soares, salientou que a tomada de posse dos órgãos sociais é o culminar de um processo longo, iniciado em Julho de 2016 por uma comissão instaladora, com estatutos aprovados em Julho de 2017 e eleições em Dezembro do mesmo ano.
“A prioridade é reforçar a coesão do movimento associativo e fazer um diagnóstico e um levantamento das necessidades das coletividades e associações”, adiantou Nuno Soares sobre os primeiros passos a dar pela nova estrutura a que preside, atualmente com mais de quatro dezenas de membros.
O dirigente apontou que a estratégia inicial passa por “procurar trazer para a Associação das Coletividades do Concelho de Setúbal um maior número de associados, sejam associações e coletividades confederadas ou não, com base numa política de proximidade e parceria”.
A nova estrutura procura valorizar o movimento associativo popular, promover a cooperação e a rentabilização de meios e recursos, apoiar as associações em assuntos de contabilidade, fiscalidade e direito, formar dirigentes associativos e estabelecer parcerias para um trabalho e interesse conjuntos.
A cerimónia de tomada de posse contou com as participações do presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, Augusto Flor, e de representantes das associações das coletividades dos concelhos do Barreiro, de Almada e de Lisboa.
Representantes da Federação das Coletividades do Distrito de Setúbal, da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais e das cinco juntas de freguesia do território setubalense também marcaram presença na cerimónia.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010