Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

​Google abre Atelier Digital em Setúbal

Projeto oferece aos jovens portugueses mais competências digitais

A Google apresentou na segunda-feira, no Instituto Politécnico de Setúbal, o Atelier Digital, uma plataforma que pretende ajudar os portugueses a adquirir competências digitais. Os cursos do projecto serão ministrados numa primeira fase "online" e, a partir do início de 2017, terão também uma vertente presencial. Setúbal, Leiria e Aveiro vão ser primeiras cidades a receber estas sessões de formação. O Atelier Digital é gratuito e podem-se inscrever pessoas com ou sem grau académico, empregados ou desempregados. Segundo a Google, não há um número limite de pessoas.
Empresa quer dar formação a jovens portugueses 

A formação "online" terá 23 módulos que cobrem diferentes áreas do marketing digital, como por exemplo, pesquisa, email, redes sociais, redes "display", vídeo, comércio electrónico e análise de dados.
“A economia digital é uma oportunidade fantástica de crescimento económico e de criação de emprego. Portugal, em boa hora, está a seguir um excelente rumo ao incentivar o empreendedorismo e a economia digital”, diz o director de Assuntos Institucionais da Google Portugal e Espanha, acrescentando que este é um projecto particularmente dirigido aos países que, tal como Portugal, têm uma elevada taxa de desemprego jovem.
Francisco Ruiz revela que a experiência já foi implementada noutros países. Em Espanha, por exemplo, há 600 mil jovens a frequentar estas formações e 120 mil já têm o certificado de formação passado.
O desenvolvimento das competências digitais na Europa foi estabelecido como uma das grandes prioridades económicas e sociais da União Europeia. De acordo com a Comissão Europeia, vão surgir, nos próximos anos mais de 820 mil vagas em competências digitais e as empresas com maior probabilidade de sucesso e crescimento serão aquelas que possuam competências digitais.

Governo apoia iniciativa 
A secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, salientou o empenhamento do governo português em proporcionar a aquisição de competências digitais aos alunos do ensino superior, mas também a outras faixas etárias, e lembrou que a par deste projeto da Google há outras iniciativas em curso nas escolas e na sociedade portuguesa.
"Este projeto dirige-se a jovens até 30 anos, mas estão em curso outras atividades. Está em curso uma outra iniciativa chamada Competências Digitais, que está a formar pessoas - perspetiva-se que sejam formadas até 20 mil pessoas até 2020", disse.
"Por outro lado, estão a acontecer outras iniciativas em que estão a ser proporcionadas competências digitais a várias faixas etárias, pessoas empregadas, desempregadas, com a cumplicidade de várias instituições", acrescentou a governante.
A secretária de Estado afirmou ainda que o governo está consciente de que se trata de um "universo muito amplo, a que é preciso dar resposta. As nossas universidades e, muito em particular, os institutos politécnicos, têm uma consciência muito clara nesse sentido e estão a fazê-lo em todo o território nacional", disse.
Além do apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, e Ensino Superior, a nova plataforma da Google, Atelier Digital Portugal, conta com a ajuda dos politécnicos, que vão disponibilizar instalações para a formação presencial, e da SIC Esperança.
Para o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos, “este projeto é extremamente relevante porque permite complementar as competências dos nossos estudantes, acrescentando a este fator algo que para nós é crucial que é a possibilidade dos diplomados poderem complementar a sua formação através deste atelier com o desenvolvimento de competências digitais”.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010