Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Sesimbra mostra preocupação com as escolas do concelho

Câmara discute problemas das escolas secundárias com Governo 

A vereadora do pelouro da Educação da Câmara de Sesimbra, Felícia Costa, o presidente da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, Vítor Antunes, diretores de agrupamentos e representantes das associações de pais reuniram com o Delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Francisco Neves. Este encontro, que decorreu na Escola Secundária Michel Giacometti, surgiu, diz a autarquia, "na sequência de várias iniciativas que a Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Assembleia Municipal, professores e pais têm levado a cabo para que a construção de uma nova escola secundária na freguesia se concretize o mais depressa possível". 
Autarcas reuniram com responsável da DREL

O Delegado Regional ficou também a conhecer um conjunto de problemas que afetam atualmente o parque escolar do 2.º e 3.º ciclo e secundário do concelho, da responsabilidade do Ministério da Educação.
Lembre-se que a Escola Michel Giacometti é a única secundária que serve a Quinta do Conde, uma das freguesias mais jovens do país e que apresenta maior crescimento demográfico. A falta de capacidade desta escola obriga centenas de alunos a deslocarem-se para diversas escolas nos concelhos vizinhos.
"A autarquia já disponibilizou um terreno para a nova escola, na Ribeira do Marchante, e chegou, inclusive, a haver um projeto, mas a obra nunca avançou. Este ano, por pressão dos órgãos autárquicos e comunidade do concelho, foi aprovada uma recomendação da Assembleia da República nesse sentido", explicou a autarquia em comunicado.
O Delegado Regional aproveitou o momento para visitar a Escola Michel Giacometti "onde pode confirmar que, para além da sobrelotação, o equipamento apresenta sinais notórios de degradação, e comprometeu-se a não deixar que este assunto caia, mais uma vez, no esquecimento", resume a Câmara de Sesimbra.

Câmara alerta DREL para estado da escola Rodrigues Soromento

Na mesma reunião, o Delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo foi ainda alertado pela vereadora Felícia Costa, para a falta de condições que se verificam na Escola do 2.º e 3.º ciclo Navegador Rodrigues Soromento, em Sesimbra. Este caso já originou uma petição pública, onde se exige a ampliação e requalificação da escola, que conta neste momento com mais de 1600 assinaturas.
"A falta de salas para as 24 turmas, a degradação dos pavilhões pré-fabricados com cobertura em amianto ou a falta de condições para professores e auxiliares foram algumas das questões transmitidas ao Delegado Regional, que mostrou preocupação com este assunto e comprometeu-se a visitar a escola ainda antes do início da abertura do ano letivo para se inteirar, no terreno, dos problemas que a afetam e avaliar a melhor forma de resolução", diz a Câmara de Sesimbra, em comunicado.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010