Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Em Sesimbra volta a passar-se o ano no fundo do mar

Meia centena de mergulhadores entra em 2016 debaixo de água

Mais de 70 mergulhadores de todos os pontos do país confirmaram já a presença no Réveillon Subaquático de Sesimbra, uma das passagens de ano mais originais do país, que se realiza desde 2007. Este ano, pouco antes da meia-noite, os mergulhadores vão fazer um percurso entre a multidão e entrar no mar em frente à Fortaleza de Santiago, situada no centro da praia. Às 12 badaladas vão iluminar o fundo da Baía, em simultâneo com espetáculo de fogo-de-artifício à superfície, acompanhado pela música de Vivaldi. A ação poderá assim ser vista pelos milhares de pessoas que todos os anos se juntam na Marginal de Sesimbra, na última noite do ano.
Sesimbra prepara-se para receber 2016 debaixo do mar 

Apesar do mau tempo que se faz sentir desde domingo, prevê-se uma melhoria das condições meteorológicas a partir de quarta-feira, 30 de Dezembro, e espera-se que seja acompanhada pela melhoria do estado do mar.
Esta ação, organizada pela Câmara de Sesimbra e escolas de Mergulho Haliotis e Mega Dive, com apoio das juntas de freguesia do Castelo e Santiago, do Turiforum, grupo de empresários da área do turismo, e do Hotel do Mar, é "uma forma de dar a conhecer Sesimbra como um dos principais destinos de mergulho em Portugal e um dos mais relevantes da europa", explica a autarquia ao ADN.
 Todos os anos milhares de mergulhadores visitam a vila para conhecerem a beleza escondida debaixo das suas águas, o que faz desta atividade uma das mais relevantes em termos do turismo ativo em Sesimbra.
Em 2007, mais de uma centena de mergulhadores decidiu entrar no novo ano no fundo do mar. Exatamente à meia-noite, acenderam as lanternas e formaram o número 2008 no centro da Baía de Sesimbra. Desde então, o Réveillon Subaquático passou a ser uma das imagens de marca da vila.
Este ano, não podia ser diferente. Para além do espetáculo piromusical de 15 minutos, que terá como tema A Tempestade, inspirado na obra de Vivaldi, a música do DJ Marc Soul, a partir de um dos baluartes da Fortaleza de Santiago e muita animação nos bares e restaurantes da Marginal, pouco antes da meia-noite um grupo de mergulhadores vai passar entre a multidão e entrar nas águas da Baía para voltar a dar vida a esta tradição, que representa a forte ligação de Sesimbra ao mar e afirma a vila como um dos mais importantes destinos de mergulho de Portugal.


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010