Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Jovem de 19 anos morto a tiro em Almada

Desentendimentos levam homem a disparar sobre jovem 

Um jovem de 19 anos foi esta quarta-feira morto a tiro na localidade de Porto Brandão, freguesia da Caparica, Almada, com as autoridades a suspeitarem que um homem de 65 anos é o autor do crime, disse fonte da GNR. "Na sequência de uma desavença, o homem de 65 anos foi a casa buscar uma caçadeira e disparou contra o indivíduo de 19 anos. A vítima foi socorrida e abandonou o local ainda com vida, mas acabaria por morrer devido aos ferimentos", explicou a fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR) à agência Lusa. Segundo a mesma fonte, a GNR recebeu o alerta cerca da uma da tarde de ontem e, quando chegou ao local, o suspeito "ainda tinha a arma consigo". Os militares controlaram e detiveram o sexagenário, o qual foi entregue pela GNR à Polícia Judiciária, responsável pela investigação. O motivo do crime terá sido a retenção de um cheque de 180 euros da Segurança Social [do valor do Rendimento Social de Inserção da vítima] que o homem de 65 anos recusava dar ao jovem. Em troca o homem queria uma mesa e uma cadeira velhas.   
Homem suspeito de matar jovem de 19 anos em Almada 

Uma mesa antiga, uma cadeira velha e a retenção de um vale da Segurança Social, no valor de 180 euros, podem ser sido o motivo do crime de ontem à tarde no concelho de Almada.
Uma acesa discussão entre António, de 19 anos, e seu senhorio, [já que o homem dava casa ao casal jovem em troca da limpeza de sua casa] de 65, deixava perceber que os ânimos estavam bastante exaltados ao início da tarde desta quarta-feira, à porta do sexagenário, na rua Bento de Jesus Caraça, junto à zona de restaurantes de Porto Brandão, na freguesia de Caparica, em Almada.
"Gritavam muito, ameaçaram-se e ofendiam-se", escreve o DN que ouviu um vizinho, que naquela altura não imaginava o que iria escutar minutos depois. "Ouvi um tiro e pareceu-me que uma rapariga gritou por socorro", relata. Quando espreitou para a rua percebeu que o sexagenário tinha acabado de alvejar o jovem, que viria a morrer.
Ainda de acordo com a mesma fonte ouvida pelo jornal Diário de Notícias, já há algum tempo que senhorio e inquilino andavam em conflito, por razões que a GNR afirma desconhecer, remetendo esse dado para a investigação a cargo da PJ, que já esteve no terreno a recolher indícios e a ouvir testemunhas conhecedoras da relação entre vítima e agressor.
Seria para apaziguar os ânimos entre ambos que ao fim da manhã desta quarta-feira o jovem, também morador em Porto Brandão, foi a casa do sexagenário acompanhado da namorada, alegadamente para lhe entregar uma mesa e uma cadeira que o homem queria de volta. Por causa disso, o sexagenário terá "aprendido" um vale do jovem.  Mas uma breve troca de palavras bastou para que se iniciasse a discussão.
O casal não terá passado da porta da rua, segundo fonte da GNR, sendo que a dada altura da desavença o senhorio resolveu entrar em casa, pegou na caçadeira e voltou a sair à rua onde disparou um tiro que alvejou António no peito. O jovem caiu ao chão e começou a esvair-se em sangue, sendo encontrado ainda com vida, mas em "muito mau estado" pelos bombeiros da Trafaria que prestaram o socorro.
A GNR foi alertada momentos depois (13 horas), garantindo o tenente-coronel Jorge Goulão, do Comando de Setúbal, que quando os militares chegaram ao local encontraram o suspeito do crime ainda com arma na mão, não tendo oferecido resistência às forças e segurança. "O homem foi controlado e detido, sendo entregue à Polícia Judiciária", relata a GNR.
António ainda seria conduzido para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, onde já não chegou com vida devido ao "graves ferimentos", segundo fonte dos bombeiros.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010