Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Oito mil assinaturas em defesa do novo hospital do Seixal

População e autarquias não desistem da construção do hospital 

As Comissões de Utentes, Movimento Associativo Popular, Autarquias e População do Concelho do Seixal entregaram ontem de manhã, dia 16 de Dezembro, ao vice-presidente da Assembleia da República, António Filipe, 8.235 assinaturas que foram recolhidas no Concelho, como forma de protesto e reivindicação pelo novo hospital no concelho."Os Governos têm que ter palavra e a saúde está cada vez pior na região. No Garcia de Orta as pessoas esperam uma eternidade para serem atendidas na urgência. Este hospital é cada vez mais necessário e não foi a autarquia do Seixal que o disse, foi o próprio Ministério da Saúde", disse Joaquim Santos, presidente da Câmara do Seixal. O novo hospital seria um equipamento complementar ao hospital Garcia de Orta, em Almada, para servir os concelhos de Seixal, Sesimbra e Almada.
Autarcas e população entregam assinaturas no Parlamento 

O presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, referiu que neste encontro foi transmitido, pela parte do vice-presidente da Assembleia da República, António Filipe, “o apreço pela iniciativa e também a atenção e preocupação no acompanhamento deste processo”.
“Vamos estar atentos ao trabalho da comissão parlamentar de saúde que vai apreciar esta petição e vamos, solicitar de imediato uma audiência aos Grupos Parlamentares da Assembleia da Republica, bem como insistir junto do Ministro da Saúde para que receba em reunião os Municípios de Almada, Seixal e Sesimbra, conforme lhe foi solicitado em Dezembro de 2013, há mais de um ano e sem qualquer resposta”, realçou Joaquim Santos.
Recorde-se que, no Seixal há mais de 40 mil utentes sem médico de família e que apenas existe um Serviço de Atendimento Permanente, que funciona com horário reduzido, que a autarquia considera que não tem “capacidade para responder às necessidades dos cerca de 160 mil habitantes do concelho”.
A Plataforma Juntos pelo Hospital no Concelho do Seixal pretende "relembrar ao Governo que deve cumprir o acordo estabelecido e assumido em 2009, que previa a construção de um Hospital no Concelho. É urgente a construção deste equipamento, que sirva os cerca de 500 mil habitantes dos concelhos do Seixal, Sesimbra e Almada que apenas têm como opção o Hospital Garcia de Orta, hoje em dia completamente sobrelotado e sem capacidade de resposta”, acrescenta a autarquia em comunicado.
No sábado, a Câmara do Seixal vai realizar a iniciativa do Natal do Hospital do Seixal, que pretende recordar o Governo que deve cumprir o acordo estabelecido e iniciar o processo de construção do hospital. Esta iniciativa conta com a atuação de Toy, António Manuel Ribeiro (UHF), Tocá Rufar, David Ventura e Diamantina Rodrigues, entre muitos outros. A entrada é livre.

Agência de Notícias

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010