Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 6 de maio de 2014

Expansão do Porto de Sines cria 200 postos de trabalho

Governo e PSA chegam a acordo sobre expansão do porto de Sines

A expansão do terminal de contentores de Sines vai criar 200 novos postos de trabalho e aumentar a capacidade de movimentação anual de 1,7 para 2,7 milhões de contentores, segundo um memorando de entendimento assinado hoje em Lisboa. A PSA Sines, empresa participada da PSA de Singapura que gere o terminal de contentores de Sines (Terminal XXI), prevê que até ao final de Junho estejam concluídas as negociações e definidos os detalhes sobre o novo investimento para reforço do referido terminal. 


Expansão do Porto de Sines deve estar concluída até final deste ano  

A administração dos portos de Sines e do Algarve e a administração portuária de Singapura  assinaram esta segunda-feira um memorando de entendimento, que "sublinha os objectivos estratégicos comuns da expansão e desenvolvimento do porto de Sines", de acordo com um comunicado do Ministério da Economia.  
"Este investimento, cujos detalhes serão discutidos em comissão de negociação própria, permitirá a criação de 200 postos de trabalho adicionais, elevando para mil o número de trabalhadores deste terminal", acrescenta o documento. 
De acordo com o Ministério da Economia, o investimento “permitirá aumentar a capacidade anual de movimentação de contentores de 1,7 para 2,7 milhões de TEU (medida padrão equivalente a um contentor com 20 pés de comprimento) bem como acolher três navios de 18 mil TEU em simultâneo, com ganhos de competitividade”.
O investimento no Terminal XXI, concessionado à multinacional de Singapura PSA Sines, ainda não está definido. Os detalhes vão ser discutidos mais tarde numa comissão de negociação, refere o comunicado.
O memorando foi assinado por representantes da administração dos portos de Sines e do Algarve e da multinacional de Singapura PSA Sines, no âmbito da visita a Portugal do Presidente da República de Singapura, Tony Tan Keng Yam.

Sines como "porta de entrada" em Portugal... e na Europa 
Cavaco Silva recebeu Presidente de Singapura, Tony Tan Keng Yam
Cavaco Silva diz que Sines é uma "porta de entrada" para a União Europeia, lembrando a ligação ferroviária de alta velocidade.
Esta segunda-feira, no Palácio de Belém, onde recebeu em audiência o Presidente de Singapura, Cavaco Silva referiu que o investimento permite “abrir possibilidades para que o Porto de Sines possa acolher navios de maior dimensão, pensando também na construção da via rápida ferroviária de Sines para Espanha”.
O Presidente português disse ainda que este investimento tem importância a nível internacional, dado que “podem chegar a Sines mercadorias que depois podem ser colocadas não apenas no espaço português, mas também no espaço da Península Ibérica”.
"Consideramos que é possível pensar em Portugal não apenas no seu mercado interno, mas Portugal como uma porta de entrada na União Europeia, o maior bloco económico do mundo", acrescentou o Presidente.
Cavaco Silva mencionou também que os "empresários portugueses estão muito interessados em desenvolver parcerias com empresários de Singapura pensando em mercados terceiros: Brasil, outros países da América Latina, Angola, Moçambique e outros países de língua oficial portuguesa".

Decisão definitiva sobre novo investimento até Junho 
A PSA Sines, empresa participada da PSA de Singapura que gere o terminal de contentores de Sines (Terminal XXI), prevê que até ao final de Junho estejam concluídas as negociações e definidos os detalhes sobre o novo investimento para reforço do referido terminal.
"Estamos a negociar com o Governo a extensão da concessão. Contamos que seja tomada uma decisão até ao final do primeiro semestre. Esta expansão é necessária para podermos receber três mega porta-contentores em simultâneo", revela a administração da PSA Sines em entrevista ao Diário Económico.
"A PSA Sines investiu até agora cerca de 135 milhões de euros e vai investir mais 89 milhões de euros na segunda fase da expansão do terminal, que deverá estar concluída no final do ano", realçam os responsáveis da empresa.
"Nos últimos anos, Sines tornou-se num dos poucos portos europeus a ser contactado semanalmente por novos mega porta-contentores. O tráfego com origem na Ásia que tem como destino final os mercados da América do Norte e do Atlântico Sul tem sido o principal responsável pelo crescimento da actividade do terminal de Sines. É preciso criar condições para oferecer mais serviços e receber porta-contentores de maior dimensão. Só assim poderemos competir com os principais portos do Mediterrâneo Ocidental", defendem os responsáveis da PSA Sines.



0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010