Somewhere...Where the imagination takes me...? por Alexandra Lopes


Amor é…

Muitos sabem que existe, mas poucos o sabem sentir, ou porque há medo, ou porque nunca acreditou nele. A vida sem amor, não faz sentido.




Como diz Florbela Espanca no seu poema “Meu Amor
“[…] Paixão ardente, louca isto é agora, 
Vulcão que vai crescendo hora por hora... 
O meu amor, que imenso amor o meu!"






Mas afinal o que é o amor?
Amor é…a essência da nossa vida, é ele que nos faz acordar com um sorriso, é o nosso motor que nos faz andar sobre as nuvens enquanto sonhamos acordados, que nos guia no silêncio da noite, na luz do dia. Amor, é viajar de mãos dadas, é sentir a cada batimento do nosso coração uma imensidão de sentimentos puros, genuínos de carinho, é partilhar, é um dar e receber sem ressentimentos.
É um não sei quê, que nasce não sei onde e instala-se no nosso coração, não sei porquê!
 Amor não é ser egoísta, é dar tudo de si, é a entrega de corpo e de alma, é respeitar, é fazer levantar o ânimo, quando a queda se aproxima.
É secar as lágrimas quando o desânimo chegou. É sorrir quando o outro sorri.
É querer o seu conforto, é saber admirá-lo, é dar-lhe segurança!
Amor é, um amor verdadeiro que nos faz subir montanhas e gritar bem alto o quanto amamos alguém. É respirar fundo, é ter saudade da sua voz, do seu toque, da sua pele, dos seus lábios.
Amor é desejar a felicidade do outro, não é sufocá-lo, é apreciar todos os seus defeitos, imperfeições e mesmo assim ser o mais belo na sua imperfeição trapalhona, tornando-o único!
É amar perdidamente, ser vida, ser o ar, ser o chão, a lua!
Amor é, caminhar na mesma direcção.
Amar é, amar e ser amado, ser o céu e a terra, a razão e a emoção!
Amar é isto e muito mais…
E que tal saírem dessa vossa capa de: “não preciso disso para nada”, “Isso não é para mim…”, “vivo sem amor” (ninguém vive sem amor, a não ser os psicopatas que não sentem emoção!) e deixem-se levar pelo mais sincero dos sentimentos, o mais puro, o que nos dá força, o que nos preenche a vida, que a torna mais interessante e darem-lhe um sabor diferente?
Apaixonem-se! Entreguem-se! Amem! Amem mais!
Porque o amor é para ser vivido!



Alexandra Lopes

[Em cada um de nós existe uma lagarta feia... que nasce sempre uma linda borboleta... recomeçar nem sempre foi fácil. Todas as terças-feiras, Alexandra Lopes faz-nos a pergunta: Onde a imaginação me leva? Certamente… a tantos lugares]

Consulte todos os artigos da autora

Comentários

  1. Mts Parabéns Alexandra...Um fantástico artigo sobre o mais absoluto, sincero sentimento que move o Mundo, nos faz viver e adorar a vida!!! Continua...tá lindo...Bj - Ourique

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente um dos melhores textos de amor, sobre o amor, que li nos últimos tempos. É uma maravilha sentir alguém que ama e escreve tão bonito. Amem! Amem Mais!Pede a autora. Eu respondo. Com motivações assim, só nos apetece amar e dizer a quem amamos que... é tão bom amar, vem...
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. O amor nos tira o sono, tira-nos do sério, tira o tapete debaixo dos nossos pés, faz com que nos defrontemos com medos e fraquezas aparentemente superados, mas também com insuspeitada audácia e generosidade. É um maravilhoso ladrão da nossa alma...
    Quem nos quiser amar agora terá de vir com calma, terá de vir com jeito. Somos um território mais difícil de invadir, porque levantamos muros, inseguros de nossas forças disfarçamos a fragilidade com altas torres e ares imponentes.
    A maturidade permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura.
    Às vezes é preciso amar! E amar muito... e amar mais ainda. E sobretudo ser feliz!
    Este é um texto que nos rompe o coração de tanto amor. Obrigado Alexandra por estes textos tão... apaixonantes.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário