Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Caminhadas alertam contra cancro em Setúbal e Barreiro

Milhares de pessoas alertaram para os perigos da mama 

Três centenas de pessoas participaram, numa caminhada solidária de prevenção do cancro da mama, que percorreu as ruas da Baixa de Setúbal. A iniciativa, organizada pelo Grupo de Apoio de Setúbal da Liga Portuguesa Contra o Cancro, com a colaboração da Câmara Municipal, tinha a partida inicialmente marcada para o Mercado do Livramento, mas acabou por sair da Praça de Bocage devido ao elevado número de participantes. “Foi a primeira vez que realizámos uma iniciativa deste género e a adesão ultrapassou as expectativas. Era tanta gente que tivemos de alterar o local da partida”, sublinha Lurdes Bordeira, coordenadora do Grupo de Apoio de Setúbal. No Barreiro, "em nome de uma vida mais saudável", as ruas da cidade juntaram milhares de pessoas vestidas de verde. Uma marcha que alertou para a importância de "construirmos uma vida mais saudável e menos sedentária, comportamento que será sempre uma ajuda a prevenir várias doenças entre elas o cancro da mama", alertou a Associação de Mulheres com Patologia Mamária.
Em Setúbal a marcha saiu à rua de rosa 

Uma marcha que alerta para a importância de construirmos uma vida mais saudável e menos sedentária, comportamento que será sempre uma ajuda a prevenir várias doenças entre elas o cancro da mama.
Uma iniciativa que é já uma referência anual na vida do concelho do Barreiro que junta milhares de pessoas nas ruas entre o Parque da Cidade e o Parque Catarina Eufémia, unidas por uma causa e por valores solidários.
A caminhada teve um percurso de cerca de três quilómetros, com passagem pela Avenida Luísa Todi, Rua Dr. António Joaquim Granjo, Largo do Corpo Santo, Rua Antão Girão, Largo da Misericórdia, Rua Dr. Paula Borba, Rua Álvaro Castelões, Largo da Ribeira Velha e, de novo, Praça de Bocage.
À chegada, Sofia Abreu, responsável nacional pela Vencer e Viver, valência da Liga Portuguesa Contra o Cancro que apoia pessoas com cancro da mama, apelou à importância da prevenção e da realização do autoexame regular para um diagnóstico precoce.
No final, os caminhantes lançaram ao ar três centenas de balões cor-de-rosa.
A Caminhada Solidária Contra o Cancro da Mama integra a Onda Rosa, conjunto de atividades dinamizadas a nível nacional com o objetivo de incentivar à prevenção do cancro da mama.
Os participantes, que envergaram uma t-shirt cor-de-rosa, pagaram uma inscrição de cinco euros, verba que reverte para o desenvolvimento das atividades da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Próteses, soutiens, mangas elásticas, cabeleiras, fisioterapia e drenagem linfática, bem como terapia, são os apoios prestados, gratuitamente, no Grupo de Apoio de Setúbal, sediado na Rua Gama Braga, n.º 8, a cerca de 150 mulheres com cancro de mama.

Milhares de "verde" nas ruas do Barreiro em Marcha Solidária
No Barreiro milhares saíram à rua vestidos de verde 
No Barreiro também milhares saíram às ruas. No dia que a Marcha Solidária vestiu-se de verde, a plantação de uma árvore no Parque da Cidade, marcou o arranque da 9 ª edição do evento promovido anualmente pela Associação de Mulheres com Patologia Mamária, que mais uma vez trouxe milhares de pessoas às ruas do Barreiro.
Fernanda Ventura, da Associação de Mulheres com Patologia Mamária, saudou o atleta olímpico Carlos Bóia, que mais uma vez apadrinhou o evento, os trabalhadores da autarquia que colaboram, a Câmara Municipal do Barreiro que dá o apoio e Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro, no seu último evento público como presidente da autarquia.
“Mais um ano e mais uma vez demos voz à doença”, salientou Fernanda Ventura referindo que o caminho é grande, sendo necessário, cada vez mais, “colocar o foco no doente e suas necessidades”.
Referiu a importância de os doentes conhecerem a doença e os seus direitos e “serem tratados como parceiros na doença A medicina tem que ser cada vez mais humanizada”, sublinhou.
Marta Costa, a mais jovem voluntária da Associação de Mulheres com Patologia Mamária, foi agraciada com um Diploma de Reconhecimento, pelos serviços prestados à associação no decorrer das últimas Festas do Barreiro.
Vivina Nunes, vereadora da Câmara  da Moita, trouxe um abraço solidário, salientando que a sua autarquia – “em nada se desviará daquilo que são as lutas das populações”.
Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro, sublinhou que a marcha "vestiu-se de verde,  a cor da esperança", deixando a todos o repto para que "nunca desistam de lutar pelos seus valores e por aquilo em que acreditam porque a esperança é precisa", disse.
O autarca recordou que esta era a sua última intervenção publica na sua qualidade de presidente da Câmara do Barreiro e sublinhou que  “foi bom servir o Barreiro, foi um prazer estar ao vosso serviço. Estarei sempre ao vosso lado. Até já”.O Dia Nacional de Luta Contra o Cancro da Mama assinala-se a 30 de Outubro, pelo que a Liga Portuguesa Contra o Cancro desenvolve, desde 2015, o movimento Onda Rosa, com iniciativas solidárias e de sensibilização em vários pontos do país, entre os dias 15 e 30.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010