Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Serviço dos TCB na Moita agrada à autarquia

“Adesão comprova que vem responder a uma necessidade”

O presidente da Câmara da Moita, Rui Garcia, afirmou que a adesão que se tem verificado vem comprovar a importância do alargamento dos Transportes Coletivos do Barreiro ao concelho da Moita. “As duas carreiras dos TCB estão já a fazer uma extensão ao território da Moita e estão a fazer o seu caminho de adesão de utentes”, afirmou o autarca.
Rui Garcia satisfeito com serviço dos TCB no concelho 

Em Dezembro de 2015, os municípios da Moita e do Barreiro assinaram um protocolo de entendimento para alargar o serviço municipalizado dos TCB ao concelho vizinho, nomeadamente na extensão de duas linhas, que passam pelas freguesias da Baixa da Banheira, Vale da Amoreira e de Alhos Vedros.
A empresa Transportes Sul do Tejo avançou com providências cautelares para travar o alargamento.
O Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada indeferiu as providências que foram, no entanto, alvo de recurso mas o Tribunal Central Administrativo do Sul acabou por também indeferir o recurso apresentado pela empresa TST, apesar de ainda faltar analisar a ação principal levantada pela empresa.
Os TCB começaram a efetuar carreiras no concelho da Moita no dia 4 de Julho, com a extensão das carreiras 1 e 2, que ligam as freguesias da Baixa da Banheira, Vale da Amoreira e de Alhos Vedros à zona urbana do Barreiro.
“Tem todas as condições e a adesão comprova que vem responder a uma necessidade das populações e que são uma oferta necessária para o nosso concelho”, concluiu o autarca da Moita. 

Moita quer acesso ao Passe Social 
No primeiro dia do novo serviço, Rui Garcia dizia que “as populações da Baixa da Banheira, Vale da Amoreira e de Alhos Vedros têm acesso a uma oferta de transportes públicos de passageiros mais eficiente, porque são mais frequentes, mais próximos e mais económicos”, assumindo este momento como uma “conquista muito importante do ponto de vista da mobilidade”.
O presidente da Câmara da Moita lembrou, ainda, a injustiça do Passe Social L123 não abarcar a Moita. Não haverá qualquer hesitação “em lutar e agir para que as nossas populações tenham, finalmente, a mobilidade a que têm direito”.
Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro e, simultaneamente, dos Serviços Municipalizados de TCB, diz que este serviço “é o concretizar de um serviço pelo qual temos lutado há décadas”, acrescentando que se pretende prestar um serviço “cada vez de maior qualidade” e da necessidade de pensar a mobilidade no âmbito da Área Metropolitana de Lisboa e no País, mostrando-se disponível para conversar e ponderar sobre eventuais prolongamentos do serviço do operador municipal.
Um desses prolongamentos deverá acontecer ao concelho de Palmela, nomeadamente à freguesia de Quinta do Anjo. Álvaro Amaro, de Palmela e Carlos Humberto, do Barreiro, já discutiram por diversas vezes o tema.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010