Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Desconhecido dispara sobre casal em Alcochete

Dono do terreno disparou por pensar que eram assaltante

A Polícia Judiciária de Setúbal já identificou o homem que disparou na direção de um casal que fazia sexo no carro num local ermo de Alcochete, na noite de terça-feira passada, ferindo o homem com vários chumbos espalhados pelo corpo. Trata-se do dono da propriedade onde o casal estava: confundiu-os com um grupo de assaltantes e disparou. Foi constituído arguido e libertado. Lembre-se que o arguido atingiu um  homem de 37 com um tiro de caçadeira - que o feriu na cabeça e em várias partes do corpo - quando estava acompanhado de uma mulher numa estrada perto de São Francisco. O homem ainda conseguiu conduzir até ao Hospital do Barreiro onde foi prontamente assistido e enviado depois para o Hospital de S. José, em Lisboa, devido aos ferimentos num olho. 
Homem estaria a ter relações sexuais quando foi alvejado a tiro

Segundo escreve o Correio da Manhã, o atirador, que foi alvo de vários furtos recentes na sua propriedade, incluindo uma moto no início deste mês, efetuou o disparo a 100 metros de distância.
A intenção era assustar, mas a dispersão dos chumbos levou a que o homem, de 37 anos, tenha sido atingido em várias partes do corpo – o ferimento mais preocupante foi junto a um olho.
De acordo com o jornal, a vítima foi pelos próprios meios para o hospital do Barreiro e acabou transferida para Lisboa, devido a um chumbo alojado junto a um olho. Tudo se passou pelas 23 horas de terça-feira. A vítima encontrava-se dentro de um carro numa zona recatada da rua da Antiga Estrada Real. 
Sem que nada o fizesse prever, foi atingido com um disparo de caçadeira e ficou com vários chumbos cravados na cabeça, costas e outras partes do corpo.
O homem  encontrava-se na companhia de uma mulher, com quem estaria a manter relações sexuais. Esta não sofreu qualquer ferimento. O homem acabou por conduzir o carro até ao hospital do Barreiro. E foi só quando a vítima deu entrada nas Urgências que as autoridades policiais tiveram conhecimento do caso.
O homem foi assistido no Barreiro, mas acabou por ser transferido para o Hospital de S. José, em Lisboa, para ser observado por um especialista em oftalmologia. Em causa está um chumbo de caçadeira alojado perigosamente junto a um olho e que deveria necessitar de uma intervenção cirúrgica. 
A caçadeira utilizada no disparo está legal e o atirador não tem antecedentes criminais.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010