Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

PSD questiona construção do novo hospital no Seixal

Partido afirma que é preciso conhecer o financiamento e recursos humanos para aquela unidade

O Grupo Parlamentar do PSD requereu a audição urgente do ministro da Saúde para explicar o planeamento da construção do Hospital do Seixal, referindo que é preciso conhecer o financiamento e recursos humanos para aquela unidade. Em comunicado, os deputados sociais-democratas dizem ter questionado o ministro da Saúde sobre a construção do Hospital do Seixal, por diversas vezes, "não tendo obtido qualquer resposta". 
PSD quer conhecer a detalhe o novo hospital do Seixal 


O deputado Bruno Vitorino, eleito pelo distrito de Setúbal, explica que esta decisão tem por base "a ausência de respostas do ministro, nomeadamente sobre questões relacionadas com o financiamento e os recursos humanos do futuro hospital".
"O Governo tem que esclarecer qual a tipologia do novo hospital, que especialidades e número de camas previstas e como será integrado na rede hospitalar do distrito de Setúbal", diz o deputado social-democrata. Outra preocupação manifestada prende-se com os recursos humanos necessários, tendo em conta que, segundo Bruno Vitorino "o próprio hospital Garcia de Orta, em Almada, tem grandes dificuldades em contratar médicos em muitas especialidades". 
Sendo assim, "como pode o ministro garantir que teremos os recursos humanos necessários para o funcionamento de uma unidade deste tipo", questiona Bruno Vitorino. 
O deputado do PSD espera que o Governo explique o mais depressa possível estas questões, "para que possamos saber se a promessa feita é sobre a construção de um novo hospital ou de um pequeno centro de saúde".

Autarquia diz que hospital é "determinante" para a região
A Câmara do Seixal  já aprovou uma tomada de posição  em defesa do novo hospital do concelho, um equipamento "determinante para a melhoria das condições de saúde e bem-estar  das populações dos concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra.
A autarquia presidida por Joaquim Santos recorda que em 2009 foi assinado um protocolo  para a construção do novo hospital do Seixal, referido que existe um défice de 1302 camas hospitalares na Península de Setúbal e de 714 médicos nos quatro hospitais da região (Setúbal, Almada, Barreiro e Montijo).
O futuro hospital localizado junto ao nó do Fogueteiro, um eixo entre os concelhos de Seixal, Almada e Sesimbra, será um equipamento de proximidade, vocacionado para cuidados de ambulatório, com urgências 24 horas por dia e 72 camas. O equipamento está orçado em 60 milhões de euros e o Orçamento de Estado de 2016 contemplará já a verba necessária para se avançar com os projetos de obra. Espera-se que o equipamento esteja concluído até 2020.

0 comentários:

Enviar um comentário

Festas Pinhal Novo 2016 - 9 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 8 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 7 Junho

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010