Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Parque Autoeuropa em Palmela despede precários

Trabalhadores denunciam 300 despedimentos devido ao coronavírus

A Entidade coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial da Autoeuropa, em Palmela, denunciou o “despedimento de mais de 300 trabalhadores precários” devido à pandemia da covid-19 e exigiu uma tomada de posição das empresas e do Governo. “Já foram despedidos mais de 300 trabalhadores temporários de diversas empresas do Parque Industrial da Autoeuropa e, de acordo com os dados que recolhemos, há muitos mais que estão na iminência de também serem despedidos”, disse Daniel Bernardino, Coordenador das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial da Autoeuropa.
Empresas mandam embora trabalhadores 

Em comunicado, a Entidade Coordenadora da Comissão de Trabalhadores do Parque Industrial da Autoeuropa também denuncia o “despedimento generalizado de trabalhadores com contrato temporário” e a “aplicação de lay-off em várias empresas”, desde o passado dia 16 de Março, e considera que as medidas anunciadas pelo Governo nos últimos dias não só não protegem os trabalhadores precários, como também penalizam mais os trabalhadores do que as empresas.
“As medidas tomadas pelo Governo, a aplicação de lay-off simplificado, penaliza mais trabalhadores e Segurança Social”, sublinha o comunicado, salientando que está prevista uma “isenção de impostos às empresas (Taxa Social Única)”, mas não para os trabalhadores (IRS), o que, na opinião da coordenadora, terá como consequência uma descapitalização da Segurança Social.
“Os trabalhadores são mais penalizados, pois mesmo recebendo 2/3 do ordenado, continuam a pagar os seus impostos, o que origina uma dupla penalização e respetiva perda acentuada de rendimento. Não é aceitável que a maior fatia do esforço financeiro recaia mais uma vez nos trabalhadores”, acrescenta a nota.

Autoeuropa pode reabrir a 20 de Abril 
A Autoeuropa, atualmente envolvida no esforço de produção de viseiras para fazer face à pandemia, planeia voltar às atividade de produção automóvel a 20 de Abril. De acordo com uma comunicação interna da empresa aos seus funcionários e parceiros, diz o magazine Motor24, que a fábrica da Autoeuropa, em Palmela, pretende “retomar a produção de veículos e restantes atividades da fábrica no dia 20 de Abril”.
Aquela comunicação detalha ainda que “as condições de arranque da fábrica, bem como qualquer alteração ao planeado, serão oportunamente comunicadas”, não havendo ainda mais detalhes sobres este ponto. Destaca, ainda, que até ao dia anterior ao reinício previsto da produção automóvel, serão mantidos todos os serviços mínimos, em adição ao fabrico de viseiras.
A Autoeuropa é a maior exportadora automóvel de Portugal, produzindo o Volkswagen T-Roc e Sharan e a SEAT Alhambra.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010