Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 31 de março de 2020

Montijo investe na saúde e ajuda pessoas vulneráveis

Autarquia apoia Centro Hospitalar e pessoas mais vulneráveis do concelho

Na sequência da crise sanitária devido à Covid-19, o Gabinete de Crise da Câmara do Montijo decidiu a implementação de um conjunto de medidas na área da proteção civil e da saúde, mas igualmente de apoio social e económico, assumindo, nesta fase, "uma estratégia de apoio às pessoas e famílias mais vulneráveis do concelho, encontrando-se em avaliação medidas de recuperação e estímulo económico para aplicação em fase posterior, aquando da estabilização ou erradicação do surto provocado pelo novo coronavirus", diz a autarquia em comunicado. A autarquia pondera baixar o preço da água e já isentou o pagamento das rendas das casas de habitação social municipal e das concessões municipais em cafés e lojas até 30 de Junho. A autarquia vai ainda financiar os testes ao covid-19 em todos os lares do concelho. Montijo conta já com 14 casos positivos para o novo coronavírus.
Cidade prepara-se contra o covid-19

Um apoio financeiro “de 35 mil euros”, diz o presidente da Câmara, Nuno Canta, que preside também ao gabinete de crise, vai ser disponibilizado ao Centro Hospitalar Barreiro-Montijo para a realização de testes de despiste à covid-19 a todos os que acorram às urgências com sintomas da doença.
Material de desgaste rápido, como luvas, máscaras cirúrgicas e produtos de desinfecção hospitalar, é outra das acções de apoio que a edilidade vai levar a efeito, neste caso, para a unidade hospitalar do Montijo.
Já ao Centro de Saúde do Montijo, a autarquia sublinha que vai fornecer telemóveis “para que possa ser feito o acompanhamento diário dos doentes infectados que se encontram em convalescença nas suas residências”.
Foi, igualmente, adquirida uma tenda insuflável e 50 camas desdobráveis "para utilizar como hospital de campanha, tendo sido reforçados os equipamentos de proteção individual para os trabalhadores municipais dos serviços essenciais, proteção civil e bombeiros do concelho", refere a autarquia.
Em curso, lembra a Câmara Municipal, encontra-se “a desinfecção de ruas e locais exteriores abertos ao público (farmácias, centros de saúde, supermercados, entre outros), em articulação com as juntas de freguesia”.

Medidas de apoio social e económico
Ao nível do apoio social e económico, a autarquia vai proceder à isenção de rendas das casas de habitação social municipal até 30 de Junho, numa medida que, sublinha a Câmara do Montijo, "abrange 458 agregados familiares, num total aproximado de 1200 pessoas. Também foi concedida a isenção das concessões municipais (cafés e lojas) até 30 de Junho.
No apoio às micro, pequenas, médias empresas e ao comércio local "procedeu-se à isenção de taxas municipais nos próximos dois meses. Em ponderação encontra-se o apoio a famílias e empresas através da redução do preço da água", diz ainda a autarquia.
Foi criada uma Linha de Apoio Social gratuita, em articulação com as juntas de freguesia, "para que seja possível levar a medicação e as compras de supermercado aos seniores, doentes crónicos e outras pessoas mais vulneráveis", realça o comunicado da autarquia.
Para os alunos economicamente carenciados (escalão A da Ação Social Escolar), a autarquia continua a assegurar as refeições escolares e estão, igualmente, em funcionamento três escolas básicas para acolhimento dos filhos dos profissionais de saúde, de socorro, segurança e outros serviços essenciais.
O Gabinete de Crise da Câmara do Montijo "está em permanente avaliação destas e outras medidas, incluindo futuras medidas de recuperação e estímulo económico às famílias, pequenas e médias empresas e comércio local, a serem aplicadas no âmbito das competências municipais e após a fase de estabilização ou erradicação da covid-19".
Na atual fase do surto, o município do Montijo centra os seus esforços nas "respostas de saúde e proteção civil, bem como no apoio às famílias e pessoas social e economicamente vulneráveis, acreditando que o bom senso, a lucidez e o trabalho em conjunto são fundamentais para salvar a vida dos nossos vizinhos, pais e avós", conclui a autarquia.

Autarquia assegura testes em lares 
Nuno Canta, reuniu esta segunda-feira com os responsáveis das instituições de solidariedade social do concelho que têm lares de 3.ª idade ou residências seniores em funcionamento, para programar a realização de testes ao novo coronavírus aos utentes destes lares.
Participaram na reunião, a Santa Casa da Misericórdia do Montijo, a Santa Casa da Misericórdia de Canha, a União Mutualista Nossa Senhora da Conceição, a Associação Caminho do Bem Fazer e as Residências Montepio.
Ficou acordado que as instituições vão indicar o número de testes necessários em cada lar, tendo o presidente da câmara assegurado "o apoio financeiro a esta ação de saúde pública, que foi concertada com as autoridades de saúde pública locais e decorre das indicações da Direção Geral da Saúde que aconselhou a realização de testes ao novo coronavírus nos lares".

Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010