Alcochete vai reduzir tarifa da água em 35 por cento

Em tempo de pandemia a autarquia baixa preço da água e garante casa a profissionais de saúde, bombeiros e GNR

A Câmara de Alcochete, que regista três casos confirmados de doentes covid-19, anunciou novas medidas no âmbito da prevenção da pandemia mundial. Uma das medidas, tendo em conta a situação de excecionalidade causada pelo vírus, foi pensada para “aliviar os orçamentos das famílias e empresas”, explica Fernando Pinto, presidente da Câmara de Alcochete, em comunicado. Além da redução da tarifa de água, a autarquia vai também dar alojamento a profissionais de saúde, bombeiros e GNR. A autarquia anunciou ainda que, a partir desta segunda-feiram, o centro de Saúde do Samouco vai passar a funcionar apenas como Área Dedicada à Covid-19. 
Alcochete baixa tarifa da água 

Fernando Pinto, presidente da Câmara de Alcochete, confirmou a decisão do Governo. “Tudo o que tem a ver com os sintomas de Covid-19, constipação, tosse, febre será centralizado na extensão do Centro de Saúde do Samouco. Todas as restantes questões serão tratadas no Centro de Saúde de Alcochete”, disse o autarca.
As consultas e restantes serviços que eram prestados até agora na unidade do Samouco vão assim ser concentrados no Centro de Saúde de Alcochete. Samouco passa a ser uma unidade de saúde única e exclusivamente vocacionada para atendimento e despiste a casos suspeitos de infeção do novo coronavírus, aberta à população do concelho e também de concelhos limítrofes, [Montijo e Moita] nesta fase de mitigação.
A decisão tomada esta quinta-feira pelo ACES Arco Ribeirinho foi comunicada ao autarca, acompanhada de justificação.
“Em primeiro lugar para proteger a população mais idosa do Samouco. Estão mais vulneráveis e por conseguinte mais próximos de um atendimento eficaz [neste contexto]”, revelou Fernando Pinto, em declarações ao jornal O Setubalense, adiantando: “como em Alcochete existem muitas baixas médicas e vacinas [para administrar] optaram pelo Samouco”. 
Uma notícia que apanhou a junta de freguesia do Samouco descontente e que emitiu um comunicado na página que administra na rede social Facebook.
“O Centro de Saúde do Samouco encerra para os cuidados de saúde à população, algo que muito lamentamos e nos deixa apreensivos”, pode ler-se no comunicado.
“Não esquecemos que a população do Samouco tem uma grande percentagem de pessoas incluídas no chamado grupo de risco que, além de necessitarem de cuidados básicos de saúde, não têm também, muitas delas, capacidade para fazer deslocações àquele que passa a ser o Centro de Saúde de referência, em Alcochete”, acrescenta a junta, sublinhando que já contactou com o ACES Arco Ribeirinho “para apurar quais os motivos para esta decisão”, diz a junta de Freguesia.
A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo decidiu criar 35 áreas dedicadas à covid-19 na região, cinco das quais inicialmente previstas para a Península de Setúbal, sendo que todas (excepção feita ao Centro Hospitalar de Setúbal) deveriam ter entrado em funcionamento na passada quinta-feira. Mas, no espaço de um dia, foram feitas alterações ao plano inicial, de acordo com o que foi e está publicado na página oficial da ARS de Lisboa e Vale do Tejo  na Internet, inclusivamente no que toca ao arranque de duas destas áreas dedicadas à covid-19.

Redução da tarifa da água por tempo indeterminado
A Câmara de Alcochete anunciou novas medidas no âmbito da prevenção da pandemia mundial. Uma das medidas, tendo em conta a situação de excecionalidade causada pelo vírus, foi pensada para “aliviar os orçamentos das famílias e empresas”, explica Fernando Pinto, presidente da Câmara de Alcochete, em comunicado
Por tempo indeterminado, a autarquia vai reduzir em 35 por cento a tarifa total de água para consumo doméstico e 30 por cento para consumo não-doméstico. Alcochete vai também reforçar o apoio social junto da população mais vulnerável, assegurando a entrega de bens essenciais e medicamentos, em articulação com os serviços de saúde. A autarquia promete ainda assegurar a continuidade da confeção e distribuição de refeições sociais escolares.
No que toca ao apoio a profissionais da área da saúde, bombeiros e GNR, o concelho refere que irá disponibilizar alojamento numa unidade hoteleira da zona. “Esta unidade dispõe de 32 quartos, permitindo assim que estes homens e mulheres possam descansar entre turnos sem necessidade de se deslocarem às suas residências. Esta medida visa ainda evitar que as famílias destes profissionais estejam expostas a riscos de contágio pela covid-19”, indica Fernando Pinto. 
Estas novas medidas juntam-se às anteriormente anunciadas, incluindo à lavagem, limpeza exterior e desinfeção dos contentores de deposição de resíduos indiferenciados, assim como dos espaços públicos do concelho. 
O presidente da Câmara de Alcochete indica ainda que o município continuará a avaliar a situação e “tomará outras medidas que venham a ser necessárias, quer no âmbito da segurança e higiene pública, quer no apoio às famílias e empresas”.

Agência de Notícias 

Comentários

Publicar um comentário