Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Rota revela vida dos golfinhos em Setúbal

Réplicas reais dos golfinhos do Sado em exibição na Herdade da Mourisca 

Uma exposição permanente sobre as várias fases da vida dos roazes do Sado foi inaugurada na Herdade da Mourisca, no âmbito das comemorações do Dia Nacional do Mar. “Na Rota dos Roazes”, organizada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e pela Câmara de Setúbal, é composta por réplicas de quatro golfinhos, em tamanho real, que revelam as etapas da vida dos roazes do Sado, instaladas junto do cemitério de cetáceos, no acesso ao Moinho de Maré da Mourisca. Os moldes originais, que estiveram patentes na Expo’98, tendo sido mais tarde cedidos pela Câmara  de Lisboa ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, foram recuperados pela artista plástica Isabel Curto Castan em resposta a um desafio lançado pela autarquia sadina.
Exposição foi inaugurada na sexta-feira 

“Deu-me um grande gozo desenvolver este projeto”, confessou a artista, na inauguração de exposição, que contou com a presença da presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira.
Isabel Castan idealizou uma mostra interativa, com “objetivos pedagógicos e de sensibilização ambiental, para que as pessoas percebam o que o lixo no mar pode causar aos animais”.
Cada molde, pintado e recuperado com recurso a materiais reutilizáveis, representa uma fase da vida do roaz do Sado, a começar pelo “Brinca Comigo”, que corresponde à infância.
Ao molde que representa a idade adulta, Isabel Castan deu o nome de “O Entrelaçado”, com o objetivo de despertar consciências para “o stress a que os animais estão sujeitos quando ficam presos nas redes e têm de lutar para sair”.
O terceiro molde, o “Fim do Caminho”, representa a morte do golfinho, enquanto o quarto, “Num mar de flores”, coberto de flores naturais e relva sintética reutilizada, remete para “uma fase mais mística, que é a ascensão do golfinho”.
Maria das Dores Meira confessou “enorme orgulho” por constatar que as parcerias entre instituições estão a transformar a cidade de Setúbal.
“Acima de tudo está a vontade de querer fazer. Assistimos a uma cidade que quis mudar e está a mudar, porque as instituições uniram-se, como é o caso da parceria entre a Câmara Municipal e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, e as coisas estão a acontecer”.
A inauguração da exposição “Na Rota dos Roazes” incluiu um atelier sobre a vida marinha do Estuário do Sado, dinamizado pela Ocean Alive, com a participação de alunos de quatro estabelecimentos de ensino do concelho alentejano de Montemor-o-Novo.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010