Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Almada com farmácia solidária e combate ao desperdício

CDS-PP vai gerir "projetos que visam melhorar a qualidade de vida dos almadenses" 

A Câmara de Almada, por proposta do CDS-PP local, vai implementar já a partir do próximo ano, a criação de farmácias solidárias e uma rede municipal de aproveitamento alimentar. Esta medida vai permitir a oferta de medicamentos a cidadãos em situação de carência económica comprovada que não tenham posses para adquirir medicamentos e numa rede municipal de aproveitamento alimentar solidária que chegue às famílias do concelho. Em declarações à ADN-Agência de Notícias, a líder do CDS-PP de Almada, garantiu que a farmácia e o comissariado irão funcionar "num gabinete providenciado pela câmara municipal no centro de Almada". Sara Machado Gomes disse ainda que irá ser feito um "levantamento junto das instituições e IPSS locais", para apurar o número de famílias beneficiárias. Os dois projetos estão previstos e incorporados no orçamento e opções do plano para 2019. 
Farmácia Solidária chega a Almada  


O CDS-PP de Almada, ao longo dos sucessivos orçamentos e opções do plano para o município de Almada, tem vindo a apresentar como sugestão, entre outras propostas nas mais variadas áreas, "a necessidade de se implementar dois importantes projetos que visam melhorar a qualidade de vida dos almadenses, nomeadamente, e na área do social, a criação de farmácias solidárias e a implementação de uma rede municipal de aproveitamento alimentar, com a criação de um Comissariado para a concretização deste projeto", disse à ADN-Agência de Notícias, a concelhia do CDS-PP.
Apesar da importância que estas duas propostas têm para os almadenses, "os anteriores executivos camarários da CDU nunca viram como prioridade a sua implementação", diz a concelhia centrista.
Após as eleições autárquicas de 2017, e com a entrada em funções de um novo executivo que resultou do entendimento entre PS e PSD, "abriu-se finalmente uma oportunidade para que se dê início à constituição e implementação dos dois projetos do CDS-PP, considerando o atual executivo a área social como prioritária em Almada", lembra o partido.
Assim, e de acordo com a posição assumida pelo executivo PS/PSD na Câmara de Almada para com as restantes forças políticas, com o objetivo principal da criação de uma conjuntura favorável ao desenvolvimento do concelho com a contribuição de todos, o CDS-PP e o executivo PS/PSD em Almada chegaram a um acordo que permitiu não só a inclusão no Orçamento e Opções do Plano dos dois projetos – farmácias solidárias e plano municipal de aproveitamento alimentar (Comissariado) –, mas também que esses projetos fiquem sob responsabilidade do CDS-PP.
Reconhece-se assim a disponibilidade que o executivo PS/PSD, e presidido pela socialista Inês de Medeiros, "teve em acolher as duas propostas, ficando as mesmas à responsabilidade do CDS-PP, bem como a disponibilidade da Câmara de Almada para trabalhar em conjunto na sua implementação e execução", sublinha a concelhia democrata-cristã. 
Os dois projetos estão previstos e incorporados no Orçamento e Opções do Plano para 2019, podendo deste modo beneficiar de uma estreita colaboração entre as forças partidárias envolvidas.

Farmácias Solidárias
Consiste num mecanismo articulado entre os parceiros, com recurso a um processo de sinalização e consequente registo, que possibilita a adequação das reais necessidades da população na obtenção gratuita do medicamento.
A cedência de medicamentos destina-se a munícipes com menores recursos sociais e económicos, em contexto de doença crónica, súbita, endémica ou relacionada com o processo de envelhecimento, identificados e sinalizados pelas IPSS e pelas Juntas de Freguesia locais.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010