Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Santiago do Cacém com mais oferta turística

Casa de Santiago reforça oferta turística do Município

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, esteve presente na inauguração da “Casa de Santiago”, turismo de habitação. O projeto nasceu da vontade dos irmãos José Duarte e Francisco Lobo de Vasconcellos que, após herdarem a casa dos pais, decidiram avançar com a iniciativa de criarem uma oferta turística na antiga casa de família. Para Álvaro Beijinha, “este é um projeto diferenciador, pois transformou aquela antiga casa num turismo de habitação para um segmento de mercado mais elevado. Para além disso, é a valorização de um património que, apesar de ser privado, é também da Cidade pois trata-se de uma das casas mais antigas do Centro Histórico”. 
Casa Santiago é nova atração turística do Alentejo 

No âmbito da estratégia turística da Autarquia, o autarca defende que “este investimento contribuirá de forma significativa para a valorização de Santiago do Cacém, e para a estratégia de turismo que o município tem vindo a seguir”.
Álvaro Beijinha sublinha que a Câmara Municipal “no que são as suas responsabilidades, nomeadamente na promoção do concelho, na qualificação do Centro Histórico e da própria Cidade, tem vindo a desenvolver várias iniciativas.” O autarca vê com grande satisfação a dinâmica do setor com muitos projetos turísticos a surgir no concelho de Santiago do Cacém.
A “Casa de Santiago” é dos edifícios mais marcantes de Santiago do Cacém, a sua localização e história tornam-na num conjunto único em todo o Alentejo Litoral. Terá sido, originalmente, local de habitação dos freires da Ordem de Santiago, que tomavam conta da Igreja Matriz de Santiago Maior, que lhe fica adjacente. No séc. XVI pertencia à família Feio, fazendo parte dos bens instituídos em morgadio pelo Padre Sebastião Feio, no ano de 1570. 
Ficando a casa muito arruinada pelo terramoto de 1755, foram as suas ruínas aforadas em 1797, ao padre Bonifácio Gomes de Carvalho, prior de Santiago do Cacém, que estava a reconstruir a Igreja Matriz, também derrubada pelo mesmo terramoto, iniciando de imediato a sua reconstrução. 
Chegando aos nossos dias a Casa de Santiago foi totalmente remodelada, especialmente nas infraestruturas, casas de banho, cozinha, equipamentos, camas e roupas, jardins e piscina. Estando disponíveis sete quartos, com 14 camas, em diversas tipologias para além de salas comuns.

Agência de Notícias com Câmara de Santiago do Cacém 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010