Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 8 de março de 2018

Alcácer do Sal quer mais auxiliares nas escolas

Autarquia reuniu com a secretária de Estado Adjunta e da Educação

O presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença, reuniu com a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, para pedir mais assistentes operacionais para as escolas do concelho do distrito de Setúbal. "A reunião destinou-se a manifestar as nossas preocupações, quer da Câmara Municipal, quer dos pais, em relação à falta de respostas em assistentes operacionais no Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal", disse hoje em declarações à agência Lusa o autarca, após o encontro com a governante, em Lisboa. Dos cerca de 1250 alunos do agrupamento, do pré-escolar ao ensino secundário, 30 têm "necessidades educativas especiais", sendo que sete deles são acompanhados numa "sala de multideficiência", o que requer a atenção de "cinco assistentes operacionais" em permanência, destacou Vítor Proença.
Falta de auxiliares preocupa Câmara de Alcácer do Sal 

A situação causa preocupações junto dos pais, relatou o autarca, que disse haver preocupação dos encarregados de educação relativamente "à falta de vigilantes, à falta de segurança e à falta de acompanhamento", que considera representar "situações de risco", em particular na Escola Básica do 1.º e 2.º Ciclos Pedro Nunes.
A falta de funcionários é agravada, segundo o presidente do município, pela entrada de trabalhadores na reforma e por assistentes em baixa médica, tendo já levado a que, na escola secundária, "haja instalações sanitárias fechadas", bem como que a "biblioteca seja fechada", algo que considera "inaceitável".
"As pessoas que estão no ativo estão exaustas, estão sobrecarregadas", afirmou, apontando como necessária a contratação de mais três assistentes operacionais, número que considera "mínimo" para cumprir o "rácio" estabelecido por lei.
O Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal inclui, além da Escola Básica Pedro Nunes, as Escolas Básicas do 1.º ciclo de Palma, de Casebres e dos Telheiros e uma Escola Secundária.
A situação já tinha sido exposta, em 2016 e 2017, à diretora-geral dos estabelecimentos escolares, segundo o autarca, que espera agora que haja reforço de pessoal.
"Aquilo que a senhora secretária de Estado nos transmitiu é que vai apurar a realidade do Agrupamento de Alcácer do Sal e que, se por ventura não se estiver a cumprir o rácio, que adotará medidas para que os rácios sejam cumpridos", disse, defendendo que é necessária "uma atenção cuidada" tendo em conta o "número de alunos com necessidades especiais", disse Vítor Proença.
Na reunião com a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, em Lisboa, participaram também dois pais e o vereador com o pelouro da Cultura na Câmara de Alcácer do Sal, Manuel Vítor de Jesus.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010