Impressões Digitais por Paulo Jorge Oliveira


ADN: um ano a criar identidade

Fitzgerald, no Great Gatsby, dizia qualquer coisa como: “A vida começa de novo quando chega o frio de Outono”. Esta adaptação livre da frase do romancista americano serve para explicar um pouco a origem deste projecto. Não é novo, porque já entramos  orgulhosamente no primeiro ano de vida, mas apresenta muitas novidades e muita vontade de começar de novo. Com frio ou calor é este o sentimento que traz cada mudança de estação – ou de ano – muda a natureza, mudamos nós, renova-se o ADN.


Apetece-me recordar os primeiros dias deste projecto. O nascimento da Agência de Notícias foi, para todos os que nele se envolveram, o princípio de uma longa história. De uma vida, talvez. E que em cada trabalho, em cada pergunta, em cada ideia, em cada imagem, em cada erro também, esteja um bocadinho de cada um de nós oferecido a quem nos quiser ter. Um bocadinho da nossa região, histórias do mundo, reflexões, pitadinhas de moda, fotografia e videoclips. Só isso. Tudo isto.
Dito assim, parece simples. Mas não é! O ADN, tal como é, representa um desafio a todos nós e, ao mesmo tempo, marca a nossa matriz e a nossa génese: um site de informação generalista livre e com ideias próprias.
Agarrei num projecto que, como se sabe, existia com outro nome e voltei à origem das coisas. Tomamos banho para nos vestirmos para a festa da vida depois de tantos sobressaltos. Este projecto encara o trabalho como um desafio de mudar um conceito que já fez sentido noutros tempos. No nosso caso, a viagem ainda agora começou. Passamos a barreira “psicológica” do primeiro ano. Partimos, muito pequeninos, com o propósito de fazer um produto diferente dos que existem. Pelo meio do caminho, conquistamos amigos, colaboradores que se juntaram a nós neste sonho. E também houve aqueles que só apanharam a boleia do ADN para se promoverem a si mesmos e procurarem com isso alavancar os seus próprios desejos mas, infelizmente, o mundo também é feito destas coisas e o importante é seguir sempre em frente e continuar a trilhar bons caminhos.
Na leitura dos nossos trabalhos juntam-se jovens e idosos; diversas classes sociais; homens e mulheres; conservadores e progressistas; direita e esquerda. O ADN procura traçar, dia após dia, uma imagem fiel da região onde se insere.
Na verdade, o nosso ADN é feito de trabalho, inovação e criação pura e dura. Quando se fecha uma porta, abre-se uma janela – então prefiro olhar para a janela que se abre e não ficar parado a ver a porta fechar-se. É assim que encaro este projecto. Como uma oportunidade. Recomeçar é começar de novo. É jogar fora, destruir, remover tudo que não foi bom, que não valeu a pena, que foi feito errado, e com o que sobrou, reconstruir. É fazer novas paredes, no lugar daquelas que os erros encheram de buracos e rachaduras. Até as mais pequenas imperfeições no reboco tem que ser removidas, para que as novas estruturas possam ser sólidas.
No caminho do segundo ano – que agora começa – quero fazer muito mais. Aumentar a qualidade, trazer mais rubricas, apostar ainda mais na inovação, puxar mais cronistas, reforçar a rubrica ADN Moda [que tem de serviço de rampa de lançamento de candidatos a modelos, a fotógrafos e uma referência para outros trabalhos] é outras das apostas para este ano. A beleza e a criatividade estão no nosso ADN mas o restante trabalho é de grande peso nem nos dá descanso, nem queremos. Queremos trabalhar e bem!
Somos uma marca que já habitou os leitores ao seu estilo, mas também os habituou a um contacto próximo e fácil. Só assim se pode construir um site generalista, de dentro para fora mas também de fora para dentro.
O ADN – Agência de Notícias – é um projecto que nasceu pequeno e tem, um ano depois, mais de 135 mil leituras. A esses juntam-se os que nos seguem as letras e as fotografias pelo Facebook [com cinco mil amigos] e outros que nos seguem via youtube através da rúbrica ADN Moda. A tudo isso, junta-se o nosso maillist que leva as notícias em tempo real a milhares de pessoas por dia. Este é o universo ADN.
Partilho o sucesso com quem nos acompanhou neste primeiro ano, mesmo com aqueles que só nos acompanham de vez em quando e ainda com aqueles que nunca nos acompanharam de todo. Somos um pequeno rio. Queremos crescer e engrossar o nosso caudal informativo, tornando-o o mais completo e diversificado, assim queiram os leitores. Este é um projecto sonhado, pensando e cumprido. As pessoas que tornaram este projecto real têm em comum este gosto em fazer de cada momento de trabalho um momento de prazer. Esperamos que o ADN seja todo assim – feito com prazer e profissionalismo – e que os leitores tenham, ao passar na nossa página, o mesmo gosto que tivemos ao produzi-las.
Agradecido pela cumplicidade destes meses...
Vamos trabalhar.



Paulo Jorge Oliveira
Director da Agência de Notícias 

Comentários

  1. Parabéns e continuação de bom trabalho, sempre com espírito crítico e criatividade! :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo apoio, pelas leituras e pela confiança. Agradecer também àqueles que fazem - e colaboram - neste projecto. Sem eles, não era a mesma coisa.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário