Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Histórias do Mundo: O morto aparece no seu velório


Homem chegou a casa e deu com o seu próprio velório

Um homem chegou a casa e deparou-se, no domingo à noite, com o seu próprio velório, na cidade de Alagoinhas, a cerca de 100 quilómetros de Salvador, no Brasil. Houve desmaios, claro, mas ficou logo esclarecido que tinha havido confusão, devido à sua semelhança com o homem realmente morto. “Eles eram cópias fiéis, tinham a mesma profissão e amigos em comum. Felizmente, tudo não passou de uma grande coincidência", disse uma sobrinha do homem que todos julgavam morto!

Homem chega a casa e... vê o próprio velório... 

É fácil de perceber por que motivo os familiares de Gilberto Araújo, de 41 anos, lavador de automóveis de profissão, o confundiram com outro morador da cidade. É que Gilberto, apesar de viver em Lagoinhas, passa muito tempo fora da casa onde vive com a mãe. Dizem os familiares que só de ano a ano aparece em casa.
Por essa razão, os familiares enganaram-se quando, no domingo de manhã, acorreram ao Departamento da Polícia Técnica para reconhecer um corpo e tomaram-no - dada a semelhança - como sendo o de Gilberto.
Trouxeram-no para casa, encomendaram o caixão e, no domingo à noite, receberam amigos e familiares para o velório.
Gilberto veio a descobrir o que se passava quando telefonou para um amigo que - claro - estava no velório. O amigo ficou incrédulo e disse que só podia ser brincadeira porque estava justamente no seu velório.
Então, Gilberto correu a casa para confirmar a notícia. “Foi um susto. As meninas caíram, desmaiaram, Teve gente correndo. A rua encheu de moto, de carro, de tudo", disse ao jornal "O Globo" a vendedora Maria Menezes.
"Eu fiquei muito alegre, porque qual é a mãe que tem um filho que dizem que está morto e depois aparece vivo?", disse a mãe de Gilberto, Marina Santana, ao referido diário.
"Ninguém entendeu mais nada quando meu tio apareceu vivo aqui em casa. Nós estávamos preparados para enterrar ele," contou a sobrinha de Gilberto, Ana Paula da Conceição Gomes, 28 anos, em entrevista ao Correio24horas. "Quando ele chegou no velório e a gente se deu conta de que ele estava vivo, que íamos enterrar a pessoa errada, foi um misto tão grande de euforia e alegria que eu nem consigo descrever. No momento houve uma grande confusão, e algumas pessoas até fizeram uns comentários maldosos. Só que ninguém imagina a dor que é identificar um parente na morgue, e se preparar para se despedir daquela pessoa. A alegria que todo mundo sentiu ao descobrir que não era verdade, que não era o meu tio naquele caixão, foi imensa".
Gilberto, o defunto que afinal está vivo, não falou mas… de certeza está feliz por estar vivo e promete ficar mais vezes junto da família.
Conforme a polícia, o corpo da vítima, [a verdadeira] foi identificada posteriormente pelo apelido de 'Nego da Lata', foi encaminhado novamente para a morgue. Informações preliminares apontam que foi morto por estar envolvido em brigas recentes, mas as circunstâncias e motivação do crime ainda estão sendo investigadas pela Polícia Civil de Alagoinhas.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010