Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Super Bock Super Rock começa hoje


Romaria ao Meco com 50 bandas

A estreia da cantora norte-americana Lana del Rey e o regresso do músico britânico Peter Gabriel, em formato orquestra, deverão marcar o 18.º festival Super Bock Super Rock (SBSR), que começa esta quinta-feira na Praia do Meco, perto de Sesimbra. Hoje é dia de recepção ao campista.

Campistas chegam hoje à Herdade Cabeço da Flauta, no Meco 

Parece que foi ontem que, então na Gare Marítima de Alcântara, teve lugar a primeira edição do Festival Super Bock Super Rock (SBSR), mas a verdade é que já lá vão 18 anos.
De lá para cá, o evento experimentou vários locais e formatos, mas há três anos descobriu a Herdade do Cabeço da Flauta, junto à praia do Meco, Sesimbra, que passou a permitir aos festivaleiros gozar de sol, mar e noites estreladas ao som da melhor música da actualidade. Uma fórmula que se revelou de sucesso, ainda que beliscada pelo pó e pelas longas filas de trânsito.
No ano em que comemora a maioridade, o SBSR volta ao mesmo espaço e apresenta um cartaz de luxo, onde não faltam a veteranice e as novas tendências, o rock ‘n ‘roll e a música de dança, os consagrados e as promessas. O pontapé de saída é dado com a recepção ao campista na próxima quarta-feira (dia 4), seguindo-se três dias de música pura e às vezes dura que tem como principais atracções Peter Gabriel, M.I.A., Incubus ou Lana Del Rey. Contas feitas, são mais de 50 artistas para mais de 60 horas de música divididos por três palcos.
Se é verdade que Peter Gabriel se desloca a Portugal sem ter nada para provar (o estatuto de lenda até lhe permite levar para ‘a praia’ uma orquestra de 50 músicos, mais conhecida como New Blood Orchestra), a verdade é que cabe a Lana Del Rey a tarefa mais complicada de mostrar a todos porque razão o Mundo passou a falar de si como a última maravilha da pop.
Acusada de ser apenas um produto de editora (até o seu nome artístico foi sugerido por uma dupla de advogados), Elizabeth Woolridge Grant começou por ser um sucesso no meio virtual através de blogues e do YouTube, mas depressa caiu no mundo real como um dos maiores fenómenos dos últimos anos. Portugal vai tirar a prova.
Especial atenção merece ainda os Incubus (eles que vêm apresentar o seu último disco), bem como as senhoras Regina Spektor e St. Vincent, os Alabama Shakes (depois não digam que não avisámos) e os portugueses Wraygunn e Supernada, o projecto de Manel Cruz que levou dez anos a materializar-se em disco. É verdade que Peter Doherty cancelou a sua participação no evento, devido a um tratamento de desintoxicação, mas não é por morrer uma andorinha que acaba a Primavera.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010