Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Discussão acaba em tragédia em Fernão Ferro



Homem puxa fogo à mulher após briga

Há menos de um mês a localidade de Fernão Ferro, no concelho do Seixal, foi capa de jornais quando um homem ateou fogo à esposa e, de seguida, fez o mesmo a si próprio. No sábado, outro casal, na mesma localidade, repete a barbaridade. Um homem, após uma discussão, regou o quarto, a mulher enquanto esta dormia e a si com gasolina e puxou fogo. No quarto ao lado dormia uma filha de 20 anos. E foi a filha e uma vizinha, que após os gritos da mãe, conseguiram dominar as chamas. A mulher está internada no hospital de S. José, em Lisboa, em estado muito grave e o homem,  em estado menos grave, está no hospital de Santa Maria.   

O homem foi internado na unidade de queimados no hospital de Sta Maria

As discussões entre Dulcínio e Isolinda Almeida, de 55 e 54 anos, há muito que eram conhecidas entre vizinhos e familiares. Mas sábado, ao final da noite, no apartamento do casal, em Fernão Ferro, uma desavença mais violenta terminou em tragédia. Munido de um jerricã cheio de gasolina, espalhou combustível pelo quarto, regou-se a si próprio e à mulher e ateou fogo. Isolinda está em estado muito grave, com queimaduras um pouco por todo o corpo, no Hospital de S. José, em Lisboa. Já Dulcínio encontra-se no Hospital de Santa Maria, onde deu entrada com queimaduras no rosto e nos braços. O seu estado inspira menos cuidados.
Tudo terá começado após mais uma discussão. Dulcínio esperou que Isolinda adormecesse e, pouco depois das 23h30, perdeu o controlo. Com uma filha, de cerca de 20 anos, a dormir no quarto ao lado, nem hesitou em levar o seu plano avante. Saiu de casa e dirigiu-se ao carro, estacionado em frente ao prédio – no número 61 da avenida 25 de Abril. Regressou ao primeiro andar e concretizou o objectivo.
Apercebendo-se dos gritos de pânico da mãe e da filha, a vizinha da frente foi em seu auxílio. Pegou num balde e atirou água para cima de ambos, já em chamas, mas também ela acabou ferida por inalação de fumo,  assim como a filha do casal.
"Já os tinha ouvido a discutir, algumas vezes com violência", revela uma  vizinha que estava longe de imaginar um desfecho tão trágico.
Isolinda foi transportada pelos Bombeiros do Seixal, para o Hospital de S. José. Estava ontem em coma induzido na Unidade de Queimados. Dulcínio deu entrada no Santa Maria, por volta das 03h00. Os restantes feridos receberam assistência no Hospital Garcia de Orta, em Almada. A GNR de Fernão Ferro foi chamada ao local, mas a investigação está a cargo da PJ de Setúbal.

Segundo caso em Fernão Ferro.
No passado dia 17 de Junho, um caso semelhante de violência doméstica, também em Fernão Ferro, Seixal, deixou Helena, 46 anos, em estado grave.
O marido, José Dias, 64 anos, de quem a mulher estava separada há um mês, foi até ao lar de idosos, propriedade de Helena, atirou-lhe petróleo para cima e ateou-lhe fogo. Depois, incendiou o próprio corpo.
Ao que tudo indica, tudo terá acontecido por José pensar que a ainda mulher tinha um novo relacionamento amoroso.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010