Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Corveta da Marinha sofre acidente na costa


Incêndio  levou oito militares ao hospital

Um incêndio a bordo de uma corveta em patrulha, esta quinta-feira de madrugada, levou oito militares a receber assistência no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, por inalação de fumo.
Corveta sofre incêndio em alto mar, na costa alentejana 

Segundo a Marinha Portuguesa, o alarme foi dado às duas da madrugada, tendo o fogo, com origem num dos geradores a bordo da corveta NRP Baptista de Andrade, sido extinto passado cerca de meia hora, com os "meios de combate a incêndios existentes a bordo".
"Devido a inalação de fumos", oito elementos da guarnição do navio, ao serviço da Marinha Portuguesa desde 1974, ficaram "com dificuldades respiratórias", pode ler-se no mesmo documento.
A embarcação, que "se encontrava a navegar, em patrulha, na Zona Económica Exclusiva (ZEE) do Continente", teve de dirigir-se para o porto de Sines, "mais próximo" do local onde se encontrava na altura do incidente.
Os oito militares receberam assistência médica no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, e tiveram alta cerca das 10 horas de ontem.
Na sequência deste acontecimento, "a responsabilidade da missão de Busca e Salvamento Marítimo foi de imediato assumida pela fragata NRP D. Francisco de Almeida", esclareceu a Marinha.
O comandante da Polícia Marítima e da Capitania de Sines, Rui Arrifana Horta, confirmou à agência Lusa que foi recebido o pedido de colaboração, tendo sido prestada ajuda na retirada dos oitos militares para o hospital da região.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010