Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Agressões graves no Barreiro


Esfaqueia amigo por causa da ex-namorada

As discussões entre os dois amigos eram quase diárias desde que Januário começou a namorar com a ex-namorada de Francisco, que entendeu o namoro como uma traição. Terça-feira à noite, na Verderena, Barreiro, Francisco esfaqueou Januário no pescoço e nos braços. A agressão ocorreu à porta da vítima, de 37 anos. Recebeu tratamento médico no hospital e só teve alta ontem à tarde. Francisco arrependeu-se de seguida e ainda tentou ajudar o ex-amigo.

Na rua ainda são visíveis as marcas da agressão 

Despois da agressão, Francisco, de 31 anos, esperou pela PSP e não ofereceu resistência quando foi detido. O punhal com que esfaqueou o amigo só foi encontrado mais tarde por agentes da PSP.
"Era sangue por todo o lado. Começaram a gritar e, quando dei conta, já estava o ‘Narinho’ [como Januário é tratado pelos vizinhos] no chão, sem se conseguir mexer", diz Maria José, vizinha da vítima, de acordo com o Correio da Manhã.
Narinho – ou se preferir Januário – estava em casa com a mãe quando Francisco tocou à campainha. Mal abriu a porta, levou uma facada no pescoço. A vítima tentou fugir, mas o agressor perseguiu-o, de faca em punho, golpeando. Januário defendia-se com os braços. Quando chegaram à rua, Januário, funcionário da Junta de Freguesia de Verderena, foi atirado de um muro com cerca de cinco metros de altura.

Ciúme doentio
Ontem, as marcas de sangue eram visíveis no passeio. "Eram amigos há muito tempo, mas, desde que a ex-namorada do Francisco começou a frequentar a casa do Januário, começaram a discutir muito. Ninguém os calava. Discutiam na rua à frente de quem fosse", diz quem os conhece.
O agressor terá assumido às autoridades que tinha esfaqueado a vítima por ciúmes da ex-namorada. Disse ainda que estava muito arrependido pela agressão e que ainda tentou ajudar Januário.
Levado a tribunal, Francisco ficou sujeito a apresentações trissemanais às autoridades. A vítima vai ficar de baixa médica durante os próximos meses.
Esta não é a primeira vez que Francisco tem problemas de violência. De acordo com algumas testemunhas, quando Francisco estava com a namorada, “teve de se apresentar algumas vezes na esquadra, porque ela fez queixa de violência doméstica, e por isso é que eles terminaram o namoro. Nada fazia prever uma coisa destas, até porque pensávamos que ele já a tinha esquecido. Quando ela começou a namorar com o Januário, o Francisco ficou transtornado".


Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010