Dá um Gosto ao ADN

sábado, 23 de junho de 2012

PJ prendeu pedófilo no Montijo


Pai violou filha e duas amigas de 11 anos

Uma menina era violada pelo próprio pai há três anos no Montijo. As violações começaram aos oito anos e só na quarta-feira o homem foi detido pelo polícia. Além da filha o homem de 40 anos, violou também duas amigas da filha da mesma idade. O homem foi descoberto quando uma das meninas contou à mãe o horror que viveu na casa da amiga.

Alegado pedófilo foi preso esta semana no Montijo 

Abusada e humilhada pelo próprio pai, a menina começou a viver um autêntico pesadelo dentro da própria casa, no Montijo, há três anos.
Pouco tempo depois, a criança viu as suas duas amigas serem violadas também pelo pai. Os abusos só terminaram na passada quarta-feira após a denúncia de uma das mães à Polícia Judiciária de Setúbal.
O homem, com cerca de 40 anos, já está em prisão preventiva e responde por três crimes de abuso sexual de menores.
Quando os abusos começaram as meninas tinham apenas oito anos. O pedófilo abusou primeiro da filha e aproveitou-se depois das amigas da criança, que muitas das vezes costumavam dormir em sua casa.
De acordo com algumas fontes próximas do processo, cada uma das raparigas, actualmente com onze anos, sabia dos crimes praticados sobre as outras. Uma delas acabou por contar à mãe o terror que vivia às mãos do abusador, que estava desempregado, e, por isso, permanecia longos períodos de tempo com as suas vítimas, em casa.
O caso chegou aos investigadores da Judiciária de Setúbal há cerca de uma semana, que avançaram para a detenção do alegado pedófilo. As meninas estão a ser acompanhadas pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em risco de Setúbal.



Um caso também no Pinhal Novo este mês
No distrito, durante o mês de Junho, este foi o segundo caso de pedofilia. O primeiro caso aconteceu, no dia da Criança, - dia 1 de Junho – no Pinhal Novo. A Polícia Judiciária deteve um homem de 36 anos suspeito do crime de "pornografia de menores e reprodução ilegítima de programa protegido" nos últimos dois anos.
No computador do presumível pedófilo, que no site usava o nickname ‘O Português’, a PJ encontrou 100 dos milhares de vídeos que tirou da internet. O material é chocante, tal a violência dos abusos, e impressionou os inspectores da PJ. Nas imagens, vê-se bebés com poucos meses a serem brutalmente violados. As crianças mais velhas que surgem nas imagens terão cerca de seis anos.
Os vizinhos sempre consideraram o detido um homem estranho. Nunca saía de casa dos pais, e no último ano e meio raramente era visto na rua. Os moradores mais próximos explicaram mesmo às autoridades que aquele "não tem vida" e que não exerce qualquer actividade. Desde que começou a utilizar o site da Nova Zelândia, terá mesmo começado a ter uma verdadeira obsessão e vivia apenas para visualizar os vídeos das crianças a serem violadas. Os pais nunca se terão apercebido do que acontecia no quarto.
Foi a tribunal e o juiz mandou-o embora para casa. “Terá de se sujeitar a um tratamento intensivo”, diz o tribunal.
Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010