Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 13 de junho de 2012

PEV quer resposta sobre pescadores de Cacilhas


Verdes querem saber porque pesca foi proibida

O deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar ‘Os Verdes’, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Agricultura, Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, sobre os problemas sentidos pelos pescadores de Cacilhas que estão impedidos de exercer a sua atividade por falta de local para atracar as suas embarcações.

Pescadores não podem pescar em Cacilhas, Almada 

Em jeito de contexto, o deputado apontou que os pescadores de Cacilhas usavam, há mais de 30 anos, um pontão da Transtejo para acostagem das suas embarcações, desembarque de pescado e carga e descarga das suas artes de pesca. “Em 23 de novembro de 2011, os pescadores tomaram conhecimento, através de cartazes que foram afixados no local, que teriam de abandonar o local em virtude de aí vir a ser instalada a Sede do Clube Náutico de Almada”, explicou.
Segundo José Luís Ferreira, com o início das obras, “os pescadores de Cacilhas ficaram impedidos de exercer a sua atividade, cerca de 15 embarcações e entre 40 a 50 pescadores, com graves prejuízos para os próprios, suas famílias e para a economia local”. De acordo com o deputado do PEV, “os pescadores sentem-se indignados por nunca terem sido ouvidos neste processo e iniciaram, em fins de novembro de 2011, vários contatos com o Sindicato dos Trabalhadores da Pesca do Sul, a Câmara de Almada, a Administração do Porto de Lisboa (APL), o Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território e com a “Baia Tejo”, na procura de uma situação para o problema”, argumenta o deputado.

Baía Tejo sem resposta

O deputado de ‘Os Verdes’ afirmou ainda que, passados seis meses, “ainda não foi apresentada nenhuma solução”. “Gostaríamos de registar que a Baia Tejo nunca respondeu às solicitações do Sindicato que representa estes pescadores. Esta situação, infelizmente, não é nova relativamente aos pescadores do Tejo e particularmente aos da margem sul pois podemos relembrar as promessas da criação de um porto de abrigo na ‘Cova do Vapor’ e restantes infraestruturas. Este alheamento por parte do Governo para resolver pequenos problemas do setor das pescas é proporcional ao Programa de Governo que dedica um único parágrafo onde se encontra a palavra pescas”, expressa a pergunta deixada à ministra Assunção Cristas.

Paulo Jorge Oliveira 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010