Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 12 de junho de 2012

Alcochete acolhe projecto de rede inteligente


Projecto reduz consumos de energia

O município de Alcochete vai ser o primeiro do distrito a integrar um projecto da EDP Distribuição de uma  rede inteligente que permite reduzir os custos das facturas e resolver problemas de forma mais rápida.


Município de Alcochete quer reduzir tarifas de energia 

“Lançamos um projecto piloto em Évora e o passo seguinte é chegar aos 100 mil utilizadores. Decidimos que Alcochete, pelas suas características, devia ser incluído. O projecto InovGrid permite que as pessoas tenham um papel activo na forma como consomem energia”, disse ontem o presidente da EDP Distribuição, João Ferro.
O responsável explicou que os 130 postos de transformação em Alcochete vão ser equipados com dispositivos capazes de intervir sobre a rede, seguindo-se a troca dos normais contadores por ‘ED Boxes’.
“As ‘boxes’ permitem através de controlo remoto a alteração de tarifários, o ligar ou desligar do serviço e a reparação de avarias. Vamos bater porta à porta e explicar as potencialidades do novo equipamento”, referiu.
João Ferro disse ainda que o novo equipamento permite que a factura seja sempre sobre valores reais, e não estimativas, dando também aos municípios uma capacidade de intervir directamente sobre a iluminação pública.
“O estudo que fizemos sobre o projecto em Évora demonstra que existe uma redução dos consumos na ordem dos 3,9%, quando as nossas estimativas apontavam para os 2% “, disse.

Projecto de referência
Martins Costa, em representação do conselho de administração da EDP, lembrou que este projecto foi apresentado à União Europeia juntamente com cerca de outros 260 projectos, e que foi considerado uma referência.
“É a vanguarda dos modelos de redes inteligentes. Permite que os consumidores se comportem de forma mais eficaz e melhora a capacidade do serviço com um menor custo”, defendeu.
O autarca de Alcochete, Luís Franco, destacou as várias parcerias entre o município e a EDP, mostrando-se satisfeito por ser a “porta de entrada” do projecto na zona de Lisboa.
“Vamos ser o município piloto na Grande Lisboa, depois da experiência de Évora. Estamos a falar da nova tecnologia de redes inteligentes e estamos dispostos a colaborar”, defendeu.
A EDP Distribuição anunciou na semana passada que vai investir cerca de 15 milhões de euros neste projecto de redes inteligentes, depois do teste com 30 mil clientes em Évora.
Batalha, Faro, Guimarães, Lamego, Marinha Grande e São João da Madeira são os outros concelhos que vão receber o projecto nesta segunda fase.

Agência de Notícias  

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010