Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Ultima Hora: Explosão em Setúbal

Explosão faz 14 feridos e deixa 35 pessoas sem casa

Uma explosão seguida de incêndio, numa habitação  na zona do Bonfim, Setúbal, provocou hoje 13 vítimas, que estão a ser assistidas no local, informou fonte do Centro Distrital de Operações  de Socorro de Setúbal. Das 13 vítimas, duas encontram-se com queimaduras e 11 inalaram fumo. Há ainda 35 pessoas que a autarquia já identificou e vai realojar.

Explosão provoca 14 feridos em Setúbal 



A explosão ocorrida hoje ao final da tarde num prédio de habitação em Setúbal provocou dois feridos graves, com queimaduras, e 12 ligeiros, por inalação de fumos, disse à Lusa fonte do INEM.
Segundo a fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), os dois feridos graves foram evacuados para duas unidades hospitalares com valência de queimados, um de helicóptero para o Hospital de São José, em Lisboa, e outro, via rodoviária, para o Garcia de Orta, em Almada.
Fonte da Protecção Civil Municipal adiantou que os dois feridos graves estão a ser assistidos por técnicos do INEM no Campo de Futebol do Comércio e Industria, de onde serão evacuados para as unidades hospitalares.
Os restantes 12 feridos, que sofreram apenas de inalação de fumos, pequenas escoriações e ansiedade nervosa, foram já assistidos pelas equipas médicas e vão ter alta no local, disse a fonte do INEM.

Gaz pode estar na origem da explosão

Maioria dos feridos já teve alta 

Segundo testemunhas ouvidas no local pela Lusa, a explosão provocou um incêndio com labaredas a toda a altura do prédio de sete andares, na Rua Mariano Coelho, e o edifício apresenta uma mancha negra ao longo da fachada. As traseiras do prédio dão para a Praceta São Julião.
A Protecção Civil Municipal não adianta para já qualquer explicação sobre as causas da explosão, que poderão estar relacionadas com gás.
O prédio tem sete andares, com 21 fogos, e segundo o Comandante dos Bombeiros Sapadores de Setúbal, Paulo Lamego, foi evacuado na totalidade e está a ser ventilado e avaliado do ponto de vista estrutural.
Paulo Lamego adiantou ainda que a fracção que apresenta maiores danos é o rés do chão, onde ocorreu a explosão seguida de incêndio, mas não pode para já dar qualquer garantia da eventual existência de danos estruturais.
A mesma fonte explicou que parte dos moradores foi retirada do prédio pelo terraço no último andar, através de uma auto-escada e que outros saíram pelos próprios meios e que, por isso, foram afectados pela inalação de fumos.

35 pessoas para realojar

A Câmara Municipal de Setúbal já identificou 35 pessoas residentes no prédio onde hoje ocorreu uma explosão que poderão vir a necessitar de realojamento temporário, caso não sejam autorizadas a pernoitar no edifício.
Segundo revelou aos jornalistas a presidente do município, Maria das Dores Meira, “o realojamento será assegurado pela autarquia e pela Segurança Social”.
A autarca ressalvou, no entanto, que os números avançados poderão não ser ainda definitivos.
No local, estão além dos bombeiros locais, duas viaturas médicas do INEM, uma viatura de intervenção em catástrofe, um helicóptero de emergência médica e uma equipa de psicólogos.


Paulo Jorge Oliveira 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010