Seixal: Supremo Tribunal confirma pena de doze anos de cadeia

Mulher mata marido após saber da traição

Um homem, a mulher e a amante. Podia ser um enredo para um filme se não fosse o caso bem real e trágico. Em 2010, Isaura, a mulher, descobriu que era traída pelo marido. A mulher não terá “aguentado” a mentira e assassinou o marido com três tiros. Detida pela PJ de Setúbal ficou em prisão domiciliária. No entanto o Supremo Tribunal de Justiça decretou que a mulher vai mesmo ter de cumprir pena na prisão durante 12 anos.

Crime ocorreu em 2010


 Isaura descobriu em Março de 2010 a razão para o fim do seu casamento com José Monsanto. O marido, com quem partilhava a vida há oito anos, tinha afinal uma amante. Poucos dias depois, assassinou-o com três tiros, dentro do armazém onde ele trabalhava, em Santa Marta do Pinhal, Corroios, no Seixal.
Detida pela Polícia Judiciária de Setúbal, Isaura Monsanto, 48 anos, ficou em prisão domiciliária. Mas agora vai ter mesmo de ir para a cadeia. O Supremo Tribunal de Justiça apreciou o recurso em que a mulher foi condenada a doze anos de cadeia e confirmou a pena.
Segundo o acórdão do Supremo mal descobriu que existia uma amante, Isaura "ficou deprimida, deixou de se alimentar convenientemente, tendo perdido cerca de 20 quilos de peso". Isaura nunca tinha utilizado uma arma de fogo e, desde que matou o marido, passou a ter de receber tratamento psiquiátrico.
A mulher tem um filho de 24 anos, a quem pediu boleia no dia em que matou o marido. Depois fugiram os dois para casa, mas o filho convenceu-a a entregar-se numa esquadra da PSP.
Os três tiros disparados por Isaura, à queima--roupa, atingiram José Monsanto no peito. O homem teve morte imediata. Agora, terá mesmo de cumprir os 12 anos de pena na cadeia.

Agência de Notícias 

Comentários

  1. O José Monsanto não tinha amante nenhuma, simplesmente separou se dela, só comecou a namorar depois de a deixar, e não digam que não foi premeditado, pois ela semanas antes passou tudo o que tinha para outro nome. sabia muito bem o que ia fazer, e se fosse outra pessoa tinha ficado na cadeia, mas como têm dinheiro ficou em casa com pulseira electronica e saia quando queria de casa.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário