Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Pela Política...

Câmara do Barreiro vota moção de apelo à greve geral  

Na reunião pública da Câmara Municipal do Barreiro, hoje, realizada nas instalações da Sociedade 1º Agosto Paivense, Carlos Humberto, Presidente da Câmara, apresentou uma moção onde a autarquia expressa solidariedade com a Greve Geral, marcada para o próximo dia 24 de Novembro. A moção foi aprovada por unanimidade.
Carlos Humberto levou moção a reunião de Câmara 


O autarca sublinhou que o texto da moção expressa a solidariedade com este dia de luta dos trabalhadores portugueses, e, recordou que, no essencial a moção era muito semelhante àquela que foi aprovada, por unanimidade, na última Greve Geral.
Do lado do PSD, Nuno Banza, votou favoravelmente a moção, porque “reconhece que este é um direito dos trabalhadores, no entanto, manifestou a sua discordância por na moção estar afirmado que a Greve Geral era uma “resposta ao empobrecimento” do povo português”. Afinal, como diz, “ninguém defende o empobrecimento do povo português”.
Na sua opinião, pelo texto da moção fica a ideia que “há uns que são pelo empobrecimento e outros que são pelo enriquecimento”. Frase foi retirada e o autarca votou na moção comunista.  Apesar de Carlos Humberto, presidente da Câmara considerar que “há um empobrecimento do povo português, mesmo que não seja esse o objectivo”.
Amílcar Romano, PS, expressou a concordância com a moção e sublinhou que de facto, o que está a acontecer é o empobrecimento do povo português, nomeadamente com o corte dos subsídios de Natal. O autarca socialista, referiu que não tem feito greves, mas, desta vez, está a pensar fazer greve. “Estou a reflectir, participar nesta Greve”.
 
Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010