Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Bebés morrem de meningite em Setúbal e Pinhal Novo

DGS rejeita a existência de um surto, epidemia ou perigo de contágio

Duas bebés com 16 e 17 meses, residente em Setúbal e Pinhal Novo, morreram num intervalo de 24 horas com indícios de meningite - uma na noite de dia 28, outra durante o dia 29 de Dezembro. Ambas foram assistidas no Hospital de Setúbal, tendo sido transferidas depois para unidades de saúde em Lisboa, onde viriam a falecer. 
As duas bebés foram assistidas no São Bernardo, em Setúbal 

Em declarações ao "Correio da Manhã", o delegado regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Mário Durval, confirmou que as crianças "morreram com septicemia, uma infeção generalizada", e que "tudo aponta para que tenha sido provocada por meningite fulminante", garantindo ainda estarem a decorrer análises para confirmar esses indícios.
Por seu lado, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, disse à Antena 1 que não há razões para suspeitar de um surto. "As crianças estavam vacinadas e os agentes que terão provocado estas infeções não terão a ver com os que estão nas vacinas. Há muitas outras bactérias que nos podem invadir e infelizmente terá sido o que aconteceu a estas crianças", disse Graça Freitas, ressalvando contudo ser necessário aguardar pelos resultados das análises, que revelarão qual a estirpe em causa.
"Não é um surto, não é uma epidemia, não é um contágio", garantiu ainda a dirigente, recomendando às famílias de Setúbal e Pinhal Novo (proveniência das duas meninas) que continuem a levar uma vida normal.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010