Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Concluído novo ancoradouro no Cais da Moita

Novo ancoradouro será “museu vivo” de embarcações tradicionais do Tejo 

Está concluído o novo ancoradouro no Cais da Moita, com capacidade para 22 embarcações. Este é, diz a autarquia em comunicado enviado à ADN, "mais um projeto do Município da Moita dedicado à revitalização da frente ribeirinha do concelho". O novo Ancoradouro, que se destina à amarração e exposição de embarcações tradicionais, vem dar resposta "à necessidade da existência de um local condigno e seguro, onde estas embarcações possam estar permanentemente atracadas e em condições de operação pelos seus proprietários", sublinha a autarquia da Moita. 
Novo ancoradouro foi inaugurado durante as Festas da Moita   

Mais do que um simples equipamento de apoio às atividades náuticas direcionadas para o recreio e lazer, este é, "assim, um equipamento que pretende afirmar uma forte marca identitária do concelho da Moita, contribuindo para divulgar a história do concelho, fomentar a iniciativa popular de recuperação e construção destas embarcações e atrair visitantes", explica a Câmara da Moita. 
Este ancoradouro, que se destina à amarração e exposição de embarcações tradicionais, vem dar resposta à "necessidade, cada vez mais premente, da existência de um local condigno e seguro, onde estas embarcações possam estar permanentemente atracadas e em condições de operação pelos seus proprietários. As embarcações típicas do Tejo constituem um valioso legado patrimonial do concelho da Moita e da sua história, que importa preservar, apoiar e divulgar", diz a autarquia liderada por Rui Garcia.
O novo Ancoradouro do Cais da Moita, mais do que um simples equipamento de apoio às atividades náuticas direcionadas para o recreio e lazer, é um projeto "que pretende afirmar uma forte marca identitária do concelho da Moita, contribuindo para divulgar a história do concelho, fomentar a iniciativa popular de recuperação e construção destas embarcações tradicionais e atrair visitantes", realça a autarquia.
O presidente do Centro Náutico Moitense, Nuno José, que será a entidade responsável pela gestão do ancoradouro, manifestou, na sessão de apresentação, uma opinião muito favorável relativamente ao projeto, reforçando que “irá permitir preservar as embarcações que são um cartão-de-visita do Cais da Moita”.
A obra representa um investimento de cerca de 150 mil euros, co-finaciado parcialmente por fundos europeus, no âmbito do Portugal 2020 e tem capacidade para 14 embarcações tradicionais até 10 metros, mais 8 embarcações até 6 metros, num total de 22 pontos de amarração.

Agência de Notícias com Câmara da Moita

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010