Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Utentes exigem melhoria dos transportes urbanos de Sines

Utentes querem autocarros renovados e mais paragens

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Sines exigiu a melhoria dos transportes urbanos, com a criação de novos pontos de paragem e alteração de horários, algo que o município diz já estar a estudar. A antecipação do horário habitual em 10 minutos e a reposição do serviço de transportes urbanos ao sábado são duas das alterações exigidas pela Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Sines, no distrito de Setúbal, através de um abaixo-assinado com "cerca de 420 assinaturas" entregue à Câmara e à Assembleia Municipal. 
Utentes reclamam do serviço de transportes públicos em Sines 

"O serviço [de transportes urbanos] já anda há 12 anos e nunca teve melhorias", disse hoje à agência Lusa o porta-voz da comissão de utentes, Armando Justo, indicando, como exemplo, que "os autocarros precisam de ar condicionado que deixou de funcionar".
A criação de novas paragens junto ao novo Centro de Saúde de Sines, ao pavilhão multiusos, à praia Vasco da Gama e na Ribeira dos Moinhos é outra das exigências dos utentes, que pedem ainda a antecipação dos horários em cerca de 10 minutos e a reposição dos transportes ao sábado.
"Construíram-se novos equipamentos e não se fizeram lá paragens, principalmente junto ao novo Centro de Saúde, onde vão pessoas idosas, e que têm as paragens mais próximas a cerca de 600 ou 700 metros", criticou o representante da comissão de utentes.
A antecipação dos horários em 10 minutos "faz diferença" na vida das pessoas, assegurou Armando Justo, referindo-se, em particular, aos "estudantes" que, com os atuais horários, "chegam à escola um pouco atrasados".
Segundo Armando Justo, o atual percurso dos transportes urbanos de Sines, com 27 paragens na cidade alentejana, funciona de segunda a sexta-feira, entre as 7h15 e as 19h15.

Câmara diz estar atenta ao problema
Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Sines, Nuno Mascarenhas, disse que o "período laboral dos motoristas" foi "alargado" há "cerca de um mês", "precisamente para desenvolver um trabalho de alargamento de itinerários, uma vez que era necessário que começassem a trabalhar mais cedo".
"Esse abaixo-assinado, nesse aspeto, veio depois daquilo que foi a nossa decisão, que já estava tomada há muito", assegurou o autarca, que avançou estar a ser "feito um estudo que permite analisar melhor as novas paragens necessárias".
A passagem pelo "novo Centro de Saúde obviamente já estava equacionada", afirmou, lembrando que as instalações da unidade entraram "em funcionamento no mês passado".
Atualmente com duas viaturas de "cerca de 35 lugares" a assegurar o serviço "em permanência" e uma terceira disponível para "reforço" sempre que necessário, o autarca reconheceu que a frota é "muito antiga e degradada", estando "a equacionar" a hipótese de substituí-la através da aquisição ou aluguer de novas viaturas.
"Da nossa parte sempre houve e há disponibilidade [para melhorar o serviço], mas só tenho pena é que não tenhamos a folga financeira que nos permita dar resposta de imediato a estes pedidos ou estas reivindicações", disse Nuno Mascarenhas.
O serviço de transportes urbanos de Sines, que circula no perímetro da cidade, regista a entrada e transporte de cerca de 45 mil passageiros por ano.

Agência de Notícias com Lusa

0 comentários:

Enviar um comentário

Festas Pinhal Novo 2016 - 9 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 8 Junho

Festas Pinhal Novo 2016 - 7 Junho

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010