Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Bombeiros de Alcochete ganham novos equipamentos

"Ainda temos muitas carências porque o material está em desgaste constante"

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcochete recebeu, na semana passada, durante a gala solidária a favor desta associação, que decorreu no fórum cultural, sete equipamentos de proteção individual para o combate de incêndios urbanos e um desfibrilhador, fundamentais na prestação de socorro às populações. A gala de solidariedade marcou o culminar da campanha de angariação de fundos que a equipa de protocolo Rendimento Social de Inserção Montijo e Alcochete iniciou em Junho deste ano, com o objetivo da aquisição de um ARICA - aparelho respiratório isolante de circuito aberto, utilizado no combate a incêndios urbanos. Este foi um objetivo plenamente atingido e superado, pois o valor apurado garantiu a aquisição de dois aparelhos.

Gala de solidariedade reconhece trabalho dos bombeiros 

“A participação nesta gala reveste-se de grande importância para a Associação para a Formação Profissional e Desenvolvimento do Montijo, e quero dar as minhas sinceras felicitações a Pedro Lopes e a todos os elementos que compõem a equipa do protocolo RSI, que colocou em marcha este projeto que culmina com esta gala e pelo êxito alcançado com esta campanha solidária em prol dos bombeiros de Alcochete,” disse o presidente da Associação para a Formação Profissional e Desenvolvimento do Montijo.
“Este movimento que se iniciou com as caminhadas solidárias teve uma grande relevância, não só por tudo aquilo que foi possível recolher e distribuir, mas sobretudo pelo impulso dado ao espírito solidário desta comunidade”, sublinhou João Martins.
Recorde-se que a equipa RSI resulta do protocolo estabelecido entre a Associação para a Formação Profissional e Desenvolvimento do Montijo e o Centro Distrital da Segurança Social de Setúbal.
Consciente das necessidades dos bombeiros voluntários de Alcochete a câmara municipal associou-se à iniciativa e ofereceu mais cinco aparelhos respiratórios isolantes de circuito aberto.
O presidente da câmara começou por dizer que não é fácil mobilizar a sociedade civil, mesmo para causas tão nobres, “mas estes homens e mulheres, que se dedicam de forma absolutamente altruísta a esta causa tão nobre quanto é o voluntariado nos bombeiros, merecem toda a nossa consideração”. O autarca de Alcochete recordou a forma como se iniciou o processo de doação destes equipamentos aos bombeiros: “Há cerca de um ano, transmitimos à direção e ao comando que se durante o ano de 2016 a execução de receitas da câmara fosse coincidente com a execução de 2015 que a câmara doaria os equipamentos de proteção individual aos nossos bombeiros”, disse Luís Miguel Franco.
o autarca lançou um desafio a todos os presentes para que no próximo ano se possa dar continuidade à campanha solidária e seja possível a realização de uma 2ª gala com o fim de dotar os bombeiros voluntários de Alcochete de mais meios de socorro.
A junta de freguesia de Alcochete ofereceu aos bombeiros de Alcochete um desfibrilhador e para Estêvão Boieiro “tem sido uma honra trabalhar com a equipa do protocolo RSI, que é muito dinâmica e inovadora, e sublinhou que “a sociedade civil tem todo o interesse em que os bombeiros estejam bem apetrechados, que existam mais bombeiros e que as suas dificuldades sejam menores”.

“Cada cêntimo gasto nos bombeiros não é um custo é um investimento”
Visivelmente felizes o 1º e 2º comandantes agradeceram a todos os presentes a participação nesta gala. “Estes equipamentos são muito caros e só desta forma são possíveis de serem por nós adquiridos, pois são fundamentais para a missão de socorro que desempenhamos”, disse Paulo Vieira, que acrescentou ainda que: “Quero deixar uma mensagem para que possam passar aos vossos amigos e familiares, que nos ajudem para que nós também possamos ajudar quem de nós necessita".
“Cada cêntimo gasto nos bombeiros não é um custo é um investimento”, referiu José Martins que acrescentou: “obrigado sr. presidente da câmara por se preocupar com a segurança dos nossos, seus bombeiros”.
O vice-presidente da direção dos bombeiros, José Fidalgo, salientou que espera que esta iniciativa tenha tido um efeito mobilizador dos cidadãos de Alcochete e de outras associações “para que nos possam ajudar, porque nós precisamos de ajuda para poder ajudar”.
“Ao fim de quatro anos conseguimos com muitas ajudas e principalmente com a ajuda destes homens, de algumas empresas, da câmara municipal, das juntas de freguesia, um novo parque de estacionamento, duas viaturas novas e adquirimos também uma embarcação para um projeto que nos surgiu”, referiu José Fidalgo, que recordou que “ainda temos muitas carências porque o material está em desgaste constante com os serviços que temos, o nosso quartel precisa de algumas obras, as ambulâncias brancas, que são da nossa responsabilidade, têm todas mais de 500 mil km e deixo aqui o repto à autarquia para a oferta, no próximo ano, de uma viatura”, sublinhou o vice-presidente da direção dos bombeiros de Alcochete.
Mereceram ainda destaque nesta gala, Pedro Lisboa, coordenador da equipa do protocolo RSI, Fátima Vieira, que foi considerado o rosto da campanha solidária, pela iniciativa e empenho no sucesso da campanha, e Daniel Matias pelas cerca de mil rifas vendidas. E não fosse esta a gala dos Bombeiros o número da rifa sorteada com o cabaz de Natal foi o 112.
A animação musical desta gala a favor dos bombeiros de Alcochete esteve a cargo do grupo Gerações, grupo de hip-hop da Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense, da companhia de dança e quarteto de clarinetes do CRAM – Conservatório Regional de Artes do Montijo, da cantora Michele Couto e da Associação de Danças Sevilhanas Rocieras de Alcochete.

Agência de Notícias com Câmara de Alcochete

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010