Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Multibanco assaltado à bomba no Pinhal Novo

Mais um multibanco assaltado por rebentamento no distrito de Setúbal 

Um grupo de quatro indivíduos provocou esta quarta-feira o rebentamento, por explosão, e levou o dinheiro de uma caixa multibanco da Caixa de Crédito Agrícola, na Rua Alexandre Herculano, no Pinhal Novo, disse à agência Lusa fonte da GNR. Este é o terceiro assalto à bomba esta semana no distrito de Setúbal. Os outros casos aconteceram em Samouco, em Alcochete e Charneca de Caparica, em Almada. Em todos os casos, os assaltantes levaram o dinheiro. A Polícia Judiciária de Setúbal, responsável pela investigação, está a analisar se existe um elo de ligação entre o "gangue do Audi", que nos últimos dois meses fez cerca de uma dezena de assaltos na margem norte do Tejo. 
Assaltantes rebentaram caixa ATM  em Pinhal Novo 

Segundo revelou à Lusa o tenente-coronel João Nortadas, do Comando Territorial de Setúbal da GNR, o alerta foi dado às 4h10 por um vigilante da estação ferroviária do Pinhal Novo.
De acordo com o mesmo responsável, a viatura utilizada para a fuga foi a mesma que tinha sido avistada na madrugada anterior, após o rebentamento de uma caixa multibanco do Montepio, na Charneca de Caparica, em Almada.
De acordo com algumas testemunhas, os assaltantes injectaram gás para dentro da dependência bancária que fez explodir o cofre do multibanco. Rebentaram a porta com uma marreta e chegaram aos cofres de terão levado o dinheiro.
A GNR chegou pouco depois fortemente armada mas já não encontraram os assaltantes. Os moradores viram duas pessoas mas, de acordo com as autoridades, presumem que fossem quatro pessoas. 
Os moradores, que após a explosão, foram à janela e viram que os assaltantes fugiram numa carrinha escura. A mesma que já foi vista noutros assaltos esta semana, em Samouco e na Charneca de Caparica. 
A Polícia Judiciária de Setúbal, responsável pela investigação, está a analisar se existe um elo de ligação entre o "gangue do Audi", que nos últimos dois meses fez cerca de uma dezena de assaltos na margem norte do Tejo, de forma semelhante. 

Roubos semelhantes na Charneca de Caparica e Samouco  
Quatro homens assaltaram na terça-feira de madrugada, pelo método de explosão, uma caixa multibanco (ATM) da dependência bancária do Montepio Geral, na Charneca de Caparica, Almada. Os ladrões fugiram com 20 mil euros, precisamente 24 horas depois de um outro ATM ter sido roubado no Samouco, Alcochete.
O crime de terça-feira ocorreu pelas 3h30. Os três assaltantes estacionaram uma viatura junto ao Montepio Geral da rua Rui Furtado, Charneca de Caparica. O gang atacou o multibanco que fica no piso térreo de um prédio de habitação, injetando gás para o interior. A forte explosão que se seguiu fez disparar o alarme de uma empresa de segurança, que por sua vez está ligado ao posto da GNR da Charneca de Caparica. 
E antes das primeiras patrulhas chegarem, os ladrões tiveram tempo para retirarem, pelo menos, duas gavetas metálicas com dinheiro. Acredita-se que tenham roubado cerca de 20 mil euros. 
Os ladrões fugiram a alta velocidade numa viatura. Vários moradores conseguiram observar parte do trabalho dos ladrões, devido ao barulho da explosão. A Unidade Nacional de Contraterrorismo da PJ assumiu a investigação e já interrogou algumas das testemunhas, recolhendo imagens do sistema de videovigilância do banco. 
Na madrugada de segunda-feira, a antiga dependência do BPI do Samouco, Alcochete, foi atacada de uma forma muito semelhante. Três ladrões rebentaram um multibanco e fugiram com 30 mil euros.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010