Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Pluricoop volta a abrir portas e readmite 172 trabalhadores


“Construir no presente com o melhor que se teve no passado”

A cooperativa de consumidores Pluricoop vai reiniciar a atividade em 22 lojas e garante a readmissão de 172 funcionários que foram despedidos no início de 2011. A partir do primeiro semestre de 2013 está previsto que as lojas de Grândola, Cova da Piedade, Pinhal Novo, Montijo e Azeitão voltem ao funcionamento habitual. Terroa em Setúbal, Palmela, Poceirão e Baixa da Banheira já abriram portas.

Loja de Palmela é uma das quatro lojas Pluricoop que já reabriram 

Fernando Parreira, presidente do grupo comercial, afirma que “os trabalhadores voltaram aos seus postos com uma grande e profunda motivação e estão, neste momento, a dar o seu melhor para que este projeto volte a dar certo”.
A cooperativa suspendeu o funcionamento em maio do ano passado na sequência dos efeitos da atual conjuntura económica, com cortes de financiamento, redução dos níveis de faturação e com a “asfixia da atividade económica”.
O Plano de Viabilização Económica da empresa, apresentado em tribunal e aprovado em Assembleia de Credores, levou a que o grupo pudesse voltar a abrir portas com um financiamento total de 2,6 milhões de euros direcionados para o reinício do projeto. O presidente da cooperativa de consumidores afirma que “a Pluricoop passou por uma situação de desânimo e de antidesenvolvimento” e defende que “agora voltou para servir as pessoas”.

Cooperativas vão “ensinar” consumidores
A direção da empresa vai atuar junto das populações com planos de formação e informação que ensinam ao consumidor “várias formas de racionalizar o cabaz de compras de família e métodos de equilibrar o orçamento familiar”. No plano de atividades do grupo estão também previstas parcerias com a comunidade local e com as autarquias para promover “ações de crescimento e equilíbrio social para todas as pessoas”. Fernando Parreira sustenta que “se sentiu muita alegria por parte dos consumidores quando as lojas voltaram a abrir” e frisa que vão ser encontradas formas de “contornar esta época de crise que não tem servido de maneira nenhuma o povo”.
Fernando Parreira realça que as lojas Pluricoop “vão contar com um serviço ainda mais próximo da população e mais direcionado para a defesa do consumidor e para os direitos do cidadão”.
As instalações de Terroa em Setúbal, de Palmela, Poceirão e Baixa da Banheira estão agora de portas abertas e “contam com uma resposta dos consumidores acima daquilo que estava previsto”. A direção acredita que “a nova geração de pontos de venda vai ter um papel fundamental para a vida das pessoas em tempo de crise” e salienta que “o futuro da Pluricoop será construído no presente com o melhor que se teve no passado”, concluiu o líder da Pluricoop.  

Agência de Notícias 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010